sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Eilat - Mar Vermelho

Eilat é uma dessas cidades que não há muito o que dizer, só o que mostrar. É uma cidade que consegue ser extremamente linda, sem ter absolutamente nada.

É uma cidade com cerca de cinquenta mil habitantes, fronteira tríplice entre Egito, Israel e Jordânia e banhada pelo Mar Vermelho, que é o que torna a cidade mais fascinante.
Mar Vermelho visto do Mirante do Aquário de Eilat.
Eilat se localiza no extremo sul de Israel, é uma das cidades mais quentes e mais isoladas (distantes) do país e talvez a cidade que a temperatura mais demore a cair, o que só acontece mais ou menos em novembro. Mas não se iludam, não é quente o ano inteiro.

Diferente da maior parte do país que possui clima mediterrâneo, Eilat é uma região de clima desértico, portanto no verão as temperaturas chegam a ultrapassar os 40ºC e no inverno ficam na faixa de 12-20ºC. E chove bem pouco, cerca de 10 dias por ano.

Nascer do sol em Eilat.
Algumas imagens do Mar Vermelho na Praia dos Golfinhos ou Dolphnarium (Reef HaDolphinim).
É uma praia paga, pequena e extremamente bonita. Acreditem ou não, mas todas as fotos foram tiradas por mim e pelo meu marido.











Algumas fotos do centro da cidade:





E Eilat à noite:


Mapa da cidade em frente ao aeroporto. Honestamente, toda cidade deveria ter um mapa desses.



E eu vou ficar devendo as fotos do Aquário de Eilat que é um lugar incrível, que abriga várias espécies aquáticas e que por essa razão merce um post específico para ele, certo?

33 comentários:

  1. Lindíssimo mesmo. Pena que minha passagem por aí foi como o vento, mas de fato um lugar que merece uma visita mais dedicada. A cada post seu eu fico com mais desejo de me mudar para Israel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadão Alan,

      Eiltat é bonita mesmo.

      Abraços

      Excluir
  2. Vale pagar para ir na Praia dos golfinhos, na minha opinião é a melhor praia de Eilat, mesmo sem os golfinhos valeria a pena, com eles então nem se fala!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato, com eles vale infinitamente mais a pena. :)

      bjs.

      Excluir
  3. Oi, Yaheli, eu estava no face e já corri prá cá, espiar o blog. Que lugar lindo. Será que é difícil viver aí por causa do clima?pouquísima chuva por ano né? Se bem que o nosso Nordeste é mais ou menos assim. E o movimento á noite como é? e o turismo? pelo jeito deve ser forte pois o lugar é muito bonito! Se tu puderes faz um post BEM GRANDE sobre Jerusalem, tá? tipo cultura, religião, vida noturna etcs.... Eu sei que Nazaré fica meio distante de Jerusalem, mas vocês nunca visitam? Esta é a cidade que mais quero conhecer em Israel.Aguardo com ansiedade este dia. Beijos e Shabbat Shalom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Carmem? Vc não assinou, mas acho que é você. rsrs

      Mas eu já escrevi sobre Jerusalém.

      http://www.vivendoemisrael.blogspot.co.il/2012/10/paisagens-de-israel-jerusalem-em-fotos.html

      Eu só fui a Jerusalém umas 3 ou 4 vezes, nunca morei lá, meu olhar sobre Jerusalém é meio turístico também.

      Mas, falando assim, de modo geral, Jerusalém, embora seja a capital de Israel, não é muito diferente de outras cidades israelenses.

      É linda, é a maior cidade do país e é uma cidade mais agitada (não exatamente movimentada, Jerusalém tem uma agitação chata, uma agitação que foge ao padrão de Israel).

      Excluindo a cidade velha que é um ponto extremamente turístico, o resto é uma cidade normal, sem nada demais e sem nada de menos.

      bjs.
      Shabat Shalom

      Excluir
  4. Yaheli, Shalom gostei muito do post, pois gosto muito de Eilat, na realidade meu primeiro contato com Israel foi entrando pela fronteira do Egito, Eu ccostumo dizer para pessoas que Eilat e a Miami de Israel, principalmente nas marinas, está chegando o dia de voltar mais uma vez (nov) em Israel e apesar da distancia dos outros centros e da longa jornada de onibus para chegar eu incluo na Caravana Eilat,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pedro,

      Eu diria que é uma Miami meio pequena, né? rsrs Mas eu acho que não dá para tirar mesmo Eilat de uma visita a Israel.

      É uma cidade incrivelmente bonita, agradável e na minha opinião o Mar Vermelho é o que mais remete a ideia de estar num lugar bíblico/histórico.

      Sei que Jerusalém é mais fascinante para a maioria as pessoas, mas para mim pessoalmente, o Mar Vermelho me dá mais essa sensação de lugar histórico-inatingível. :)

      Abração e que vocês tenham uma excelente estadia em Israel.

      Excluir
  5. KKKKKKKKKKK, esqueci de colocar o nome, ainda bem que tu já conhece, imagino que esta agitação fora do normal de Israel seja por ela ser extremamente turística, acredito que nenhuma cidade de Israel seja tão turística como Jerusalem, por motivos óbvios e para mim Ela é a cidade mais linda do mundo e a mais importante, tinha esquecido que já tinha um post sobre Jerusalém. Eilat também é lindíssima. É bom demais ver tudo isto.Beijão aos meus queridos amigos Yaheli e Dan. Que o Eterno os abençoe sempre.Já estou ficando tão acostumada com vocês que quando não entro no face ou no blog sinto saudade .Carmen.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você tem sotaque escrevendo eu eu acho lindo! rsrs Adoro sotaque do sul.

      Também sinto saudades de não falar com você todos os dias de manhã. rsrs.

      Beijo

      Excluir
  6. Oi, Yaheli!

    Que cidade linda! PENA não ter passado por aí, preferia ter ido aí do que em Belém (Palestina), mas Belém é bem mais turística, fazer o que =S

    Uma curiosidade, quanto custa para entrar na praia dos golfinhos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marco,

      Também acho uma pena você não ter conhecido Eilat.

      Eu não lembro quanto custou a entrada, acho que foi 50 shekels (uns R$30,00), o site deles não tem o preço atual, mas deve ser isso ou em torno disso.

      Abração

      Excluir
  7. Shalom Yaheli.

    Mas que local bonito hem ... pena que ainda não estou ai ...

    Mas fiquei muito curioso com as fotos, que água limpa, os golfinhos perto ... mas me diz, a praia tem a água limpa assim mesmo, dando pra ver os peixes? Ou as fotos são de uma área específica e não da praia em si?

    E por falar nisso quanto custa a entrada na praia?
    Vale pelo dia inteiro?
    Ou a cada vez que entrar e sair paga um novo ingresso?
    O que tá incluido na entrada?

    E o calor já tá indo embora ... srsrsrsr ... ?

    Shalom e boa semana.

    Gabriel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gabriel,

      E para conhecer Eilat vai ter que esperar até o próximo verão porque no inverno não vai valer a pena.

      Super limpa. Minha câmera é à prova d'água então deu para fazer fotos perfeitas com esse ar de foto de revista. Esse lugar é real, acredite!

      Então, não lembro quanto eu paguei, algo em torno de 50 shekels provavlemente.

      Você não paga para entrar na água, você paga para entrar no local. É tipo um clube ou resort ou algo assim. Tem tudo lá dentro, restaurante, algumas lojas, baheiros, tudo que você vai precisar para ficar lá, mas é uma entrada só, pode ficar o dia inteiro ou duas horas é com você.

      Início de outono você passa pelas 4 estações num dia só. Amanhece frio, às vezes com um pouco de chuva, ainda esquenta bem de dia e no fim do dia a temperatura cai muito.

      Aqui em Nazaré essa semana ainda está variando de 14 a 28, mas semana que vem já deve baixar para 7 e 24 e aí já não sobe mais.

      Abração e Boa Semana!

      Excluir
  8. Maravilhoso! Sem palavras! Eilat eh indescritível. So as imagens mesmo !
    Posso testificar que o lugar eh paradisíaco . As praias todas tem essa água cristalina, mas a "praia dos golfinhos" eh um lugar em que cada minuto equivale a 1 semana de relaxamento. Tenho muita vontade de voltar para mergulhar .
    Fui a Eilat 2 vezes no inverno, e na primeira vez apesar de estar fazendo bastante calor a água estava muito fria e não me animei, e na segunda, no inicio deste ano, estava fazendo bastante frio e ai que não deu mesmo. Mas eh bom que sempre tenho uma desculpa para voltar!Tenho nos meus planos fazer o mergulho nos recifes de corais e o passeio de barco panorâmico.
    Eh um lugar muito tranquilo, mas com uma estrutura turística incrível. Hotéis maravilhosos, shoppings. Tem um shopping novo gigantesco com uma pista de patinação no gelo imensa. Um cinema 3D que eu nunca vi igual e um museu de cera bem legalzinho. Outra atracão eh que Eilat eh uma zona franca e tem produtos com preços reduzidos. Sem falar no aquário que eh sensacional !
    Saudades! Vontade de voltar logo!
    Uma curiosidade, Yaheli. Vc e seu marido conseguem viajar com bastante freqüência? Vcs teem algum lugar favorito para passeio?
    Valeu pelo post. Beijao!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Pati,

      Ótimo complemento ao post, aliás eu tinha esquecido do cinema 3D. rsrs.

      Então, viajar a gente até consegue, a gente não viaja por longos períodos por causa do Oxford (nosso gato), a gente tem pena de deixar ele sozinho muito tempo.

      Mas aqui tem duas formas para viajar, ou se passa o shabbat inteiro fora ou se tira um ou dois dias de férias durante a semana, que é o que normalmente todo mundo faz. Taí, uma coisa que eu pensei em escrever quando o blog era apenas uma ideia e até hoje não escrevi sobre isso. Escreverei! rsrs.

      Não temos um lugar preferido, na verdade a gente gosta de lugares desconhecidos. Mas, um lugar que nós gostamos bastante foi o Monte Hermón e arredores.

      Beijo! :)

      Excluir
  9. Oi, Yaheli, falando em sotaque, foi muito legal quando tu fizestes o vídeo sobre as notícias da Síria, foi bom ouvir tu falando pois dá voz á pessoa que conversamos e tu és carioquìssima, da gema mesmo como vocês falam. Será que com o tempo em Israel tu vais perder este sotaque?pois já estás aí há quase 5 anos e teu sotaque carioca é ainda bem forte. Isso só o tempo vai dizer, né? Beijão. Carmen

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carmen,

      kkkkkkkkkk. Sabe que muita gente veio me dizer que meu sotaque carioca é carregado, mas não é. Na verdade todo mundo que veio me dizer isso é de fora do RJ.

      Nem quando eu morava no RJ eu tinha sotaque carregado.

      Eu falei muito pouco naquele vídeo. O que acontece é que o RR carregado que todo mundo reparou na verdade já é do hebraico, não é do "carioquês".

      Embora eu tenha feito um esforço enorme naquele vídeo para não aparentar eu já tenho um leve sotaque "estrangeiro" quando falo. Até minha mãe diz que eu tenho!

      Sem contar que eu troco os gêneros, até nos textos do blog (depois eu volto corrigindo), aliás vc conversa comigo no Facebook deve já ter percebido isso.

      Trocar masculino e feminino não é erro de digitação não, já é erro de raciocínio mesmo.

      Quando eu leio, vejo que está errado e corrijo, mas falando e escrevendo eu erro mesmo. rsrs

      Pretendo fazer outros vídeos e você vai ter a oportunidade de me ver falando mais. rsrs

      Beijo!

      Excluir
  10. Shalom Yaheli. Eu tenho algumas duvidas a respeito dos Ulpan, ve se você pode me ajudar ...

    Você se lembra o nome dos dois Ulpans que você ficou?
    Lembra aonde eles ficam?

    Sabe me dizer se perto dos Ulpan em geral possuem comércio em geral, supermercados, restaurantes e lanchonetes, etc ? Costumam ter um preço condizente com a ajuda de custo do governo ?

    E as 3 refeições diárias? São todas feitas nos Ulpan? quanto eles cobram?

    Os quartos do ulpan, tem cozinha e banheiro? são quartos individuais ou coletivos?

    Não sei se perguntei besteira, mas agradeço se puder falar algo mais sobre a organização interna desses Ulpan (ao menos nos que você ficou).

    Todá raba;

    Gabriel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gabriel,

      Acho que você está confundindo as coisas.

      Ulpan é o nome que se dá ao curso de hebraico, o lugar que a gente fica se chama Merkaz HaKlitá.

      Então acho que sua dúvida é sobre o Merkaz, né?

      Eu só fiquei em um Merkaz, o único que existe em Ashdod, se chama Beit Canada. Por acaso tem um Ulpan lá dentro, que foi onde eu estudei primeiro. Depois estudei em outro, em outro bairro.

      Merkaz HaKlitá para quem vem em programa de Aliah, geralmente não tem refeição nenhuma. E no de Ashdod eu posso garantir que não tem.

      A localização de todos os Mercazim é sempre bem central, tem tudo perto. É um bairro no meio da cidade. Não se preocupe, não é roça, nem beira de estrada.

      Se não me engano, os quartos têm gigantescos 24m². São para duas pessoas, quando você é casal ou família são individuais, quando você vem sozinho você divide com mais alguém.(há quartos um pouco maiores para famílias com mais de um filho).

      Sim tem banheiro e cozinha. Pelo menos uma tentativa de cozinha (fogão elétrico de 2 bocas, geladeira e pia, dá para chamar de cozinha? rsrs)

      Não têm nada demais são prédios de apartamentos com regras próprias, diferentes dos outros prédios israelenses que não tem regra nenhuma, normalmente.

      Era isso que você queria saber?

      Abração

      Excluir
    2. Ah! Esqueci de falar, normalmente os prédios têm uma lavanderia.

      No de Ashdod fica no subsolo. Local este onde você poderá se desentender com algum russ... quer dizer, folgado, que vai largar a roupa lá na máquina e vai sumir por umas 3 horas ou mais e ainda vai achar ruim se você jogar as roupas dele no chão. Não há quem não passe por isso. rsrs

      Excluir
  11. Shalom Yaheli. Obrigado por responder tão rápido.

    Sim era isso mesmo, inclusive sobre a lavanderia eu ia perguntar depois, mas pelo visto você leu meus pensamentos.

    Essa de dividir o quarto que é um pouco estranho, pois deve ter cada maluco ... rsrsrs ... será que tem perigo de roubarem alguma coisa? já soube de histórias assim ?

    Na lavanderia o negócio é escolher um horário que tem menos movimento, mas aposto que da 1° vez que jogar a roupa dele na chão ele aprende ... hehehe ...

    A propósito, costuma ter algum tipo de biblioteca aonde pode estudar com relativa paz e tranquilidade ? Ou é melhor estudar dentro do quarto mesmo ?

    Todá raba;

    Gabriel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabriel,

      Olha, histórias de roubo propriamente eu nunca ouvi, mas não acho que seja impossível de acontecer.

      Já vi discussão de "os 50 shekels que estavam em cima da mesa eram meus! Não eram meus!", mas isso não é exatamente roubo (eu acho! rsrs) Mas se vc for organizado e mantiver as suas coisas guardadas evita algo do tipo.

      O que eu vi acontecer muito foi quebra-pau de tudo quanto é jeito, em todos os idiomas e por todos os motivos.

      Também não é difícil imaginar, duas pessoas estranhas, que nunca se viram (que na maioria das vezes nem falam o mesmo idioma) sendo colocadas para dividir um espaço de 20m² não deve ser fácil.

      Vi muita discussão por causa de hábitos de higiene (falta deles na verdade) e por bagunça/desorganização, por um querer ter mais espaço que o outro e coisas assim.

      Com dinheiro é bom ficar esperto, mas por exemplo um laptop ninguém vai roubar, nunca ouvi algo assim.

      Em geral, eles procuram colocar no mesmo quarto pessoas que falem a mesma língua. Então se tiver algum brasileiro sozinho, provavelmente ele dividirá com vc, se não o mais provável é que seja algum argentino, peruano, mexicano etc.Só se não tiver jeito é que vão te botar com um russo ou húngaro o qualquer outra nacionalidade mais diferente da sua.

      E se vc tiver muita sorte, vai ficar sozinho pelo menos por um tempo. Não é sempre que o Merkaz fica lotado.

      Quando eu saí do Merkaz, eles estavam em obra, disseram que iria ter uma biblioteca, honestamente não sei se fizeram.
      E não sei como é em outras cidades.

      Mas, em último caso tem as bibliotecas públicas.

      Você vai para Ashdod? Eu sei que você falou para onde iria, mas eu esqueci. rsrs

      Abração

      Excluir
  12. Yaheli boa tarde,
    Antes de tudo, informo que seu blog é incomparável à respeito da vida cotidiana em Israel. Parabéns.
    Gostaria se fosse possivel informar como eu posso usar meu celular ai em Israel com um chip local onde eu possa acessar a web em qualquer lugar, mesmo fora de área wi fi.
    Aqui no Brasil voce precisa ter uma linha chamada pós paga.
    Eu costumo ir constantemente para ai, mas sinto falta da internet do tipo 3G.
    Se voce puder me ajudar, fico muito grato.

    Gostaria de saber como proceder, se somente comprando um chip local, ou adquirindo linha.
    Shalom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Adalberto,

      Primeiramente muito obrigada.

      Você pode comprar o chip que vai te dar o número e a partir disso você carrega com o cartão que você quiser. Existem várias combinações, só internet, só telefone, os dois juntos, tem para chamadas para exterior, enfim, vc tem que ver o que for melhor para vc.

      Existem algumas empresas, mas eu particularmente recomendo o Big Talk da orange. É fácil de achar, vende nos correios, vende em várias lojas turísticas e vem muita coisa em inglês, as outras eu acho que vem com todas as informações em hebraico.

      Se vc quiser dar uma olhada está aqui o site deles com os cartões e planos pré-pagos que eles possuem:

      http://www.orange.co.il/en/en/Mobile/Plans/bigtalk_cards/

      Abraços

      Excluir
    2. Obrigado Yaheli pelas informações
      Eu não sei se voce conhece um lugar ai chamado Gan HaShlosha National Park, vale a pena conferir. fica entre a rodovia 71 e a 90.
      A agua azul turqueza que sai debaixo da rocha é muito convidativa para um banho.
      Creio que este e o verdadeiro lugar onde Gideão levou seus guerreiros antes de lutar contra os midianitas.
      Shalom

      Excluir
  13. shlaom Yaheli. Lindo mesmo! passei por Eilat a dois anos atrás quando estive em Israel e tive a impressão que era um lindo lugar mesmo, vendo seu post vi que não era só impressão. Muito bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carlos Henrique.

      De fato é uma cidade muito bonita.

      Obrigada por comentar, fico feliz que tenha gostado do post.

      Abraços

      Excluir
  14. Shalom Yaheli.
    Obrigado, suas respostas são muito esclarecedoras

    Ainda não sei se vou pra Ashod, o problema é que só agora saímos da época de festas e é agora que eles vão me dar a confirmação do local e da data.

    Vejamos se em breve tenho alguma resposta.

    Shalom;
    Gabriel.

    ResponderExcluir
  15. Olá Yaheli,

    Quero sugerir que escreva sobre as zonas de camping de Israel, neste site tem informações www.campingil.org.il , eu sei que dependendo do caso pode ser bem legal ficar uns dias nestes lugares pois uma barraca não custa tão caro quanto um hotel ou pousada(eu imagino), sem contar que deve ser divertido acampar.

    Leandro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem camping só dá para ser feito uns 6 meses por ano, certo?
      Confesso que eu só acampei uma vez na minha vida e não foi em Israel, mas pensarei no post. :)

      Abraços

      Excluir
  16. olá eu sou nova por aqui.Digo no seu blog;mas gostaria de saber como vc foi parar aí em Israel?
    você é brasileira?pois pelo que pude observar todas as suas respostas são em português.
    como é morar nesta terra?
    à qual tem uma história linda;segue também com grandes conflitos entre os povos;que no contexto histórico tem um só pai e brigam por posse de terras.
    me conte um pouco; isso é se ,não for pedir muito sobre sua cultura e costumes.
    obrigada e adorei ter encontrado essa pag.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Verônica,

      Sim, eu sou brasileira e por ser de origem judaica eu tenho nacionalidade israelense, por isso eu vim morar aqui.

      E morar em Israel é como morar em qualquer país de primeiro mundo, tirando isso não tem nada de diferente, trabalhar, ir ao supermercado, pagar conta de luz, de telefone etc como a vida de qualquer pessoa em qualquer país do mundo.

      Sobre cultura e costumes é o que eu tento mostrar no blog, só dá uma pesquisada. ;)

      Fico feliz que goste do blog.
      Abraços

      Excluir
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...