sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Síndromes da Imigração

É fato que existem síndromes oriundas da imigração e como não poderia deixar de ser, sendo Israel um país constituído basicamente por imigrantes, aqui estas síndromes são muito mais exacerbadas e perceptíveis.

Longe de mim escrever um artigo técnico de psicologia, para ler algo mais técnico ou a opinião de um psicólogo, por favor visitem o Tio Google.

Porém, meus anos longe do Brasil me capacitam para escrever sobre aquilo que eu sou capaz de observar.

E uma coisa que não se pode negar é que em todo processo de imigração em paralelo com toda a possibilidade de aprender coisas novas e de adquirir novos hábitos e conceitos também existe o sério risco de se adquirir novas manias e novas "loucuras".

Eu sei que loucura nada mais é que aquilo que a gente supõe que não seja normal e é aí que mora o perigo, porque o fato de estar longe do país onde você nasceu e que portanto reconhece como normal, faz com que se aceite como normalidade tudo que o outro país te apresenta.

Para mim, existem duas "manias" extremamente sérias que atingem uma parcela muito alta dos imigrantes, não apenas em Israel, mas aqui com certeza isso é muito presente que são: o hábito de "catar lixo" e a "amnésia" da imigração.

1- O hábito de "catar lixo".

Isso é tão presente no cotidiano do Israelense, que a maior parte das pessoas deixa objetos ou móveis que não querem mais próximos aos latões de lixo, porém sem descartarem na lixeira.Supostamente isso  é considerado doação. E acreditem, a maior parte das coisas não ficam lá por muitas horas, roupa então às vezes não chega a ficar mais do que alguns minutos.

E não, não são pessoas pobres que pegam essas coisas, são pessoas que trabalham com você, que têm um salário igual ao seu, que muitas vezes pagam um aluguel mais caro que o seu, que tem um iphone, um tablet e o que mais me entristece, é ver brasileiros fazendo isso e achando normal.

Gente, isso nada mais é do carência afetiva, não é por dinheiro. Uma caneca em Israel custa de 5 a 10 shekels em qualquer supermercado e você vê todos os dias pessoas pegando esse tipo de coisa ou batendo na casa do vizinho para perguntar se quer porque ela vai jogar fora. Sem falar que Israel é o país da promoção e é possível comprar quase tudo super barato, só esperar a oportunidade certa (mas, escrevo sobre isso em outro post)

Há uns anos atrás eu vi uma reportagem sobre brasileiros no Japão que afirmava que os japoneses jogavam as coisas fora quase novas e os brasileiros que lá estavam, pegavam essas coisas dizendo que não havia necessidade de descartá-las. Na época eu achei que podia ser, hoje eu sei que isso nada mais era do que Síndrome da Imigração.

Acreditem em 3 coisas, catar lixo não é normal, se está lá é porque está podre de velho, porque israelense só descarta uma coisa quando ela já pertence a outra era e o mais importante, uma caneca velha não vai suprir suas carências emocionais.

A foto é do armário, não é do gato, tá?

Se alguém disser que a camisa está nova eu juro que xingo. rsrs

Como disse uma brasileira, só lavar que o ursinho fica novo.
2- "Amnésia" da Imigração:

E uma outra coisa que ocorre super frequentemente é a pessoa esquecer como é o país dela de origem. Tudo bem que isso é bem menos grave, mas é super frequente pessoas que estão alguns poucos anos fora começarem a enaltecer o Brasil, afirmarem categoricamente que a saúde publica não é tão ruim, que a violência urbana é um exagero, sentem uma falta louca de comer feijão, mas no Brasil comiam a cada 4 anos, sem falar que em Israel tem feijão e sem esquecer de mencionar que vivem por aí agarrados numa bandeira do Brasil. Depois disso começa aquela ladainha ridícula do cheiro do Brasil é diferente, o gosto água é diferente, a cor do céu, enfim é a Suíça pintada de ouro.

E com esse papo de "As aves que aqui gorjeiam não gorjeiam como lá" é que ao retornar para o Brasil a maioria descobre a "Síndrome do Regresso", que nada mais é que o choque de descobrir que o Brasil não é uma Aldeia Smurf e que todos os motivos que levaram a pessoa a pensar em emigrar continuam existindo lá.

Portanto, ao imigrar tentem se manter em equilíbrio, porque uma coisa é certa, uma vez que você tenha passado pela experiência da imigração, você nunca mais será o mesmo, tudo muda, você muda, não existe voltar para lugar nenhum, existe imigrar novamente e se readaptar novamente, ainda que seja ao seu país de origem.


33 comentários:

  1. Teu blog se torna referência a cada post. "não é uma aldeia smurf" e "a Suíça pintada de ouro" - ri muito dessas expressões. POR FAVOR não pare de escrever !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada!
      Pode deixar que continuarei escrevendo sim.

      Abração.

      Excluir
  2. Olá, Yaheli!

    Aqui no Brasil também há muita gente que cata lixo, mesmo sem precisar. Não vejo nisso nenhuma relação com (e)imigração.
    Por favor, fale do meu Brasil com mais carinho!
    Um abraço do Paulo Argolo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em primeiro lugar deixa de ser ridículo que ninguém de classe média no Brasil cata lixo e se cata igualmente possui algum transtorno psicológico.

      Em segundo lugar, eu não inventei uma coisa chamada, síndrome da imigração, isso existe e o que eu citei são apenas duas características, se você tem algum doutorado em psicologia que te dê autoridade para discordar da existência dessa síndrome por favor nos demonstre.

      Em terceiro lugar, eu falar do Brasil com mais ou menos carinho não muda a realidade brasileira.

      E por fim, eu vou te contar algo que vai te chocar, o Brasil não é seu. Eu nasci e me criei aí tanto quanto você, portanto eu falo do meu país como eu quiser.

      Mania chata que as pessoas têm de achar que porque a pessoa mora fora não conhece a realidade do Brasil. Eu vivi no Brasil até os 28 anos. Portanto, tempo suficiente para eu saber que ninguém normal cata lixo e que toda a infra-estrutura brasileira(saúde, educação, segurança pública, assistência governamental de qualquer espécie, trânsito, estradas etc) é um lixo.

      Excluir
    2. Olha só Paulo,

      Você não vai me convencer que uma pessoa no Brasil que tem uma Tv de 42 polegadas, iphone e tablet e sai para correr toda vestida de Adidas ou Nike pegue uma caneca no lixo.

      Só se forem as pessoas que você conhece, as pessoas do meio onde eu vivi não faziam isso.

      Assim como você eu também sou do Rio de Janeiro.

      Excluir
    3. aqui no Brasil parece a zona fantasma de smalville,onde só tem corrupto,ladrão e assassino

      Excluir
  3. DEIXA QUE EU FALO DO "MEU" BRASIL ENTÃO.

    BRASILEIROS = ALIENADOS

    POLÍTICOS BRASILEIROS = CORRUPTOS E AGORA TAMBÉM DITADORES.

    POLICIA = CORRUPTOS E AGORA A NOVA GESTAPO TUPINIQUIM.

    TV BRASILEIRA = ALIADA DO GOVERNO, MANIPULADORA E EMBURRECEDORA DO POVO.

    TV GLOBO = MANIPULADORA DE MENTES NÃO PENSANTES

    HOSPITAIS PÚBLICOS BRASILEIROS = CORREDORES SÃO DEPÓSITOS DE PESSOAS DOENTES BURRAS, IGNORANTES E ALIENADAS (QUEM MANDA VOTAR ERRADO SEUS BOLSAS?)

    ESCOLAS BRASILEIRAS = FORMADORAS DE ZÉ NINGUÉM, POIS É ASSIM QUE PRECISA SER PRO GOVERNO CONTINUAR MANIPULANDO O POVO.

    HUMMM QUE MAIS?
    MENSALÃO, CHACINAS, ROUBOS, CORRUPÇÃO, LULAS, DILMAS, CABRAIS... (POW FALANDO NISSO TEVE UM A 500 ANOS QUE SÓ FEZ MERDA PELO BRASIL E AGORA TEM MAIS UM QUE ACABOU COM O RJ COMA SUA MILICIA.

    O BRASIL É ÓTIMO MESMO :\


    AHHH IA ESQUECENDO... FUTEBOL E CARNAVAL. KKK

    QUEM NÃO GOSTOU DO QUE EU ESCREVI, É SÓ ME XINGAR BASTANTE TÁ? A FINAL EDUCAÇÃO NO BRASIL NÃO EXISTE MESMO.
    AHHH E JÁ RESPONDENDO AOS QUE VÃO ME XINGAR ... F-O-D-A-S-E




    ResponderExcluir
  4. Quanta indelicadeza, Yaheli!

    Só me resta dar adeus ao Blog.

    Paulo

    ResponderExcluir
  5. Shalom Yaheli !!!

    Caramba hem ... reação desproporcional do pessoal aqui do blog ... hahahahaha ... calma pessoal, opinião cada um tem a sua, até porque é baseada em experiências individuais.

    Mas confesso que to meio que chocado com esse seu post. Afinal eu já escutado uma coisas assim dos brasileiros que vão morar no exterior, mas eu não sabia que era grave assim.

    Esse seu post só vem a confirmar a minha teoria que a pessoa só deve sair do Brasil se realmente gostar do novo local e se identificar com o "modus vivendi" da onde ela vai. Caso contrário, fica essa impressão de que trocamos "um problema por outro".

    Mas finalizando, ...

    ... no Japão e na Alemanha é costume jogarem fora (deixam na rua) coisas como: TV, som, geladeira, computadores inteiros, etc.

    E ai em Israel isso também acontece ?

    Esses objetos os Israelenses também jogam fora ?

    Ou somente coisas como roupas, moveis e pequenos utensílios ?

    Shalom (paz em Israel e no blog...)

    Gabriel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe que eu pensei em você antes de publicar, mas é bom vc já chegar ciente do que pode acontecer. rsrs

      E sim, você tem razão é importante tentar estar preparado para mudar de país e para as mudanças, só que não existe estar completamente preparado para isso.

      É uma experiência que você só aprende no dia a dia.

      Não tem preparação para o ato de dormir e acordar todos os dias num país que você não conhece, com um idioma que não é o seu de origem, não tem preparação para você começar a ver as poucas coisas que você tinha escritas em português sumindo da sua vida, sua realidade vai sendo substituída por outra, suas verdades vão se perdendo em novas marcas e em rótulos que você conhece desde criança escritos em outro idioma.

      Só tem duas coisas que não mudam:

      A primeiro é que virando a maioria dos produtos de cabeça para baixo continua escrito lá: "Made in china", mas até isso na maioria das vezes vem assim: מיוצר בסיו

      E a segunda coisa é lixo é sempre lixo. Sim israelenses jogam fora todo tipo de produto, tv, forno elétrico, micro-ondas, e sim muitas vezes funcionam, eu mesmo já deixei coisas eletrônicas no lixo para "doação", mas de verdade, você pegaria?

      Desde que em me deparei com isso eu me pergunto qual é a distância de pegar um forno elétrico do lixo e começar a pegar comida? Sim porque também se deixa comida do lado de fora, quando não está estragada (é mais raro, mas deixam).

      O forno ainda está funcionando e a comida não está estragada. Qual é a diferença? Então, tudo bem?

      Lata de lixo não é vitrine, se alguém já considerou aquilo como lixo não me cabe discordar.

      Abraços

      Excluir
  6. Shalom Yaheli... sou eu novamente esqueci de uma coisa ...

    Você disse que " ... Israel é o país da promoção e é possível comprar quase tudo super barato, só esperar a oportunidade certa (mas, escrevo sobre isso em outro post) ... "

    To esperando esse post hemmm srsrrsrrs !!! com certeza será um dos mais importantes do blog !!!

    Gabriel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá, esse é um post que estou devendo faz tempo, muita gente pede e eu acho que retrata totalmente a realidade israelense. Então vamos tentar que ele seja o próximo.

      Os posts que estou devendo, estão se esgotando, logo logo vou precisar de mais dicas e pedidos. rsrs.

      Excluir
  7. Pra mim, gente que pega cata lixo sem precisar, no mínimo é doente. Me lembra aqueles "acumuladores" que passa no Discovery ou NatGeo, se não me engano.

    Yaheli, poderia fazer um post sobre o cenário musical israelense, que tal? =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Marco, são transtornos psicológicos bem parecidos.

      Sobre o cenário musical ou artístico de Israel já me pediram muitas vezes, mas eu confesso que eu tenho uma certa dificuldade de sintetizar esse assunto num post só, já que Israel é culturalmente muito rico, mas vcs podem tanto que vou acabar abrindo uma seção aqui no blog para falar sobre isso:

      Se tiver sugestões de coisas mais específicas deixa aqui, porque estou pensando mesmo em fazer algo assim, tá?

      Abraços

      Excluir
  8. Shalom Yaheli. Desculpa, mas vou aproveitar aqui esse seu post pra uma pergunta "off-topic".

    É que andei consultando algumas cias. aéreas on-line pra obter informações sobre como é o voo Brasil-Israel.

    E pra minha surpresa, algumas empresas colocam um prazo de chegada de mais de 2 dias !!! Eu sei que tem o fuso horário, escalas (agora não tem mais voo direto), etc.

    Mas por exemplo, se uma pessoa sai daqui, no dia 1 de agosto ao meio-dia, qual seria a data e a hora quando ele chegar em Tel Aviv ? Precisa ir pra SP antes ? Teve quantas escalas ?

    Quem sabe isso ai rende até um post, explicando a sua experiência nessa viagem.

    Agradeço o que puder explicar.

    Shalom;

    Gabriel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabriel,

      Acho que você montou uma conexão ruim.

      O padrão é uma escala só, o que no máximo vai te levar 24 horas, no total da viagem. São 15 horas de voo, mas no caso da escala tem sempre um tempo que vc fica esperando no aeroporto, porém é uma espera normalmente de 2 a 6 horas não costuma ser mais que isso.

      Dependendo da Cia aérea, sim, é necessário ir para SP, mas porque a preocupação com isso? Você vem pela a Ag. Judaica, eles vão te colocar no melhor e mais rápido voo possível.

      Minha experiência já virou história. Eu vim de ElAl, quando a ElAl ainda voava para o Brasil, portanto 15 horas de voo direto, cansativo, mas muito bom.
      E do RJ para SP, fui de TAM.

      Abraços

      Excluir
  9. Olá Yaheli,
    Continuo seguindo seu blog e adorando suas postagens interessantes.

    Não sei se voce já escreveu sobre isso, mas o que se faz com um gatinho quando a gente viaja? Tem hotelzinho? Pede-se pra alguem ficar na nossa casa (e já cuidar das plantas também)? Tem algum serviço que se disponibiliza pra morar na casa da gente? O que voce faz com o Oxford quando voce viaja?
    Pretendo viajar pro Brasil por uns 10 dias, pra ver minha filha em novembro.
    O que voce recomenda?
    Beijo bem grande
    Ahuva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ahuva, tudo bem?

      Então, eu nunca precisei deixar o Oxford com ninguém porque desde que nós compramos ele não viajamos por mais de 4 dias, então nesse tempo ele fica bem sozinho.

      Agora, vou te dar minha opinião super pessoal.

      Claro que existem vários hotéis para gato e cachorro e a maioria pega o bichinho em casa e devolve depois, eu nunca usei nenhum, mas as pessoas ficam bastante satisfeita com o serviço deles.

      Só que eu acho que para gato o melhor seria não ter que sair de casa, porque eles sentem muito isso, né?

      Então se você conseguir alguém de confiança para deixar a chave do seu ap e pedir para ela/ele vir ver o seu bicho, sei lá dia sim, dia não, claro que ela vai te cobrar por visita, mas eu acho que vale muito a pena e acho que sai mais barato que deixar no hotel.

      É o que nós pensamos em fazer quando formos fazer uma viagem mais longa, mas tem que confiar na pessoa, né? Não só pelo apartamento, mas também pela saúde do seu gatinho tem que escolher bem.

      Agora, eu sei que existem pessoas que fazem esse serviço, mas tem que procurar, de preferência alguém que more perto da sua casa.

      Tenta perguntar nos pet shops perto da sua casa ou então procura no Yad2:
      http://www.yad2.co.il/

      bjs.

      Excluir
  10. Olá yaheli,quem é formado em contabilidade também precisa validar o diploma como no caso do curso de farmácia,pretendo fazer contábeis depois de farmácia terei que validar os dois cursos ou só de farmácia?
    ass: renato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Renato,
      Contabilidade eu não sei, mas é provável que sim.

      Excluir
  11. Olá, Yaheli. Muito bom seu post, principalmente a conclusão final!
    Fico aqui só imaginando como será minha experiência!

    Muito doido isso! Saber que nossa essência e nosso comportamento no fundo são moldados pelos padrões sociais em que vivemos!

    Espero que não me torne as "doida das lixeiras" ! Mas Sinceramente, apesar de não ter perfil de acumuladora, não vejo nenhum mal em reaproveitar objetos descartados, desde que haja necessidade e uma real utilidade para eles. Entendi sua colocação de que as pessoas acabam se excedendo e fazendo disso um habito, para não dizer mania, Coisa que não fariam em seu pais de origem. Em relação aos brasileiros, acho que isso se justifica pelo fato de no Brasil não ser comum encontrar objetos em estado razoável nas lixeiras.

    Ouvi dizer que na Pessach ha famílias que se desfazem de todos os eletrodomésticos e afins que possam ter acumulo de farinha e fermento, eh verdade?
    Não existe nenhuma lei ou regra quanto ao descarte de objetos de grande porte?

    Mais uma curiosidade. Vc disse que já morou em alguns países antes de se mudar para Israel e tb já falou que não pretende se mudar dai. Quais são os principais aspectos que te levaram a tomar esta decisão, se eh que vc pode falar.

    Sobre sugestões para post tenho algumas. Talvez ampliar a sugestão do colega sobre o cenário musical , falando sobre cenário cultural em geral. Não me lembro de ter visto muitas salas de cinema por ai, fiquei com essa curiosidade. Tive a impressão de que o teatro e dança são bem mais populares.
    Outra coisa que gostaria de saber eh sobre pratica religiosa. Existe alguma proibição legal quanto a cultos de outras religiões que não o judaísmo e islamismo? Sei que existem grandes igrejas cristas e sedes de outras seitas, mas ha liberdade de culto?

    Por enquanto eh isso!
    Beijao!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pati,

      As 3 perguntas que vc me fez,acho que rendem 3 posts, mas vou te responder rapidamente.

      É comum se trocar tudo em época de pessach, então de fato é uma época em que se encontra muita coisa desse tipo nas lixeiras.

      Sim, existe multa para o descarte desse tipo de coisa, porém como é algo que não fica muito tempo nas ruas, porque as pessoas pegam mesmo, ninguém acaba tendo problema. Isso só dá problema em lugares mais fechados como kibbutz ou algo assim, mas no meio da rua o fluxo é rápido. rsrs

      Sobre liberdade religiosa eu já falei em alguns posts, mas de fato não há um post sobre isso, mas com certeza em Israel há liberdade total de culto. Duvido que haja mais respeito à liberdade religiosa em qualquer outro país do mundo. Aqui tem templo até da religião dos ETs, aquela do Tom Cruise (esqueci o nome). Falo sobre isso em breve e também sobre as vantagens e desvantagens de se morar em Israel, tá? :)

      Bjs.

      Excluir
  12. Tem razão. Não existe volta. Eu tentei e sei...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lamento, de coração, eu lamento!

      Também sei como é voltar para o Brasil depois de estar fora, apesar de eu não ter voltado para ficar, ainda assim o choque foi grande.

      Abraços

      Excluir
  13. Primeiro, gostaria de falar que o seu Blog é fantastico! Eu e minha mulher estamos fazendo Aaliyah e vamos para Israel em março do ano que vem! Tem nos ajudado muito! Parabéns!
    Eu não sou fã do Gabriel Pensador, mas dê uma olhada nessa letra da musica dele, é fantastica!! chama Brasa. Tem tudo a ver com o que você disse!
    Abraços
    Marcelo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcelo,

      Adorei a letra. Perfeito. É isso mesmo!

      Ainda falta um pouco, mas sejam muito bem-vindos à Israel. :)

      Abraços e Shanah Tovah!

      Excluir
  14. SOU DESCENDENTE DE IMIGRANTES E BRASILEIROS, UM MIX DE POVOS(COM MUITO ORGULHO) E PREFIRO FICAR E TENTAR REFORMAR ESTE PAÍS QUE TEM MUITOS DEFEITOS E MUITAS QUALIDADES TAMBÉM...PELO MENOS AQUI NÃO CORRO O RISCO DE SER ANIQUILADO NUM ATAQUE NUCLEAR A CADA MINUTO DO DIA...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faça muito bom proveito do seu país super seguro.

      Excluir
  15. euu pegaria tudo...por que não levaria nada daqui..chegaria de mãos vazias ...portanto ..adoraria receber doaçoes ate que eu possa ter tudo novo em Israel...SHALOM SHALOM...

    ResponderExcluir
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...