terça-feira, 18 de junho de 2013

Repercussão Mundial dos Protestos no Brasil?

Hoje de manhã eu acordei com 36 e-mails na minha caixa de entrada, alguns me enviando vídeos sobre os protestos no Brasil e a grande maioria me perguntando sobre a repercussão do assunto aqui.

Primeiramente, muito obrigada aos que se esforçam em me manter informada sobre o Brasil, de verdade eu agradeço a lembrança.

Agora vamos a pergunta que não quer calar: Como tem sido a repercussão destes protestos em Israel?

Infelizmente morna, para não dizer inexistente. Até hoje eu ainda não tinha visto uma única notícia na mídia israelense que é voltada para o  público israelense (em hebraico) nem na TV, nem em sites ou jornais. Hoje no meio da tarde é que timidamente andaram pipocando uma ou outra notícia sobre o assunto por aqui.

Ainda mais hoje que é aniversário do nosso presidente Shimon Peres e vai ter uma festa/show com vários artistas israelenses e estrangeiros (até o Robert De Niro está aí para o evento):

Aliás, quem quiser deixar uma mensagem para o Peres, basta clicar na foto abaixo e curtir a página no Facebook

Mas, voltando ao assunto, estas foram as únicas notícias que eu vi, até o momento:

200 mil protestam no Brasil: Os Impostos Estão nos Massacrando. (Em hebraico)

200 mil Protestam no Brasil; Janelas Foram quebradas em Prédio do Parlamento (Em hebraico)

Os principais telejornais de Israel não noticiaram nada, pelo menos até agora.

Tirando isso, também há um ato de apoio convocado pelo Facebook marcado para o dia 21/06 às 11:00 horas em Tel Aviv:
Ato em Apoio as Manifestações no Brasil, em Tel Aviv.

Até a última vez que eu vi, tinham um pouco mais de 400 pessoas confirmadas e como nem todo mundo que confirma vai, infelizmente será um Ato pequeno.

A verdade é que por mais que a tecnologia nos una, Israel é um país muito distante e vive uma realidade muito diferente do Brasil e isso nos aliena sim da realidade brasileira.

Eu estou há 5 anos e meio fora do Brasil, 4 em Israel que são também 4 sem pisar no Brasil e, honestamente, não consigo mais ter a exata noção de como as coisas estão sendo por aí. Inclusive acho que isso é uma boa dica para quem está pensando em morar fora do Brasil. Acredite, a partir do momento em que você se integra ao outro país ocorre um desligamento natural do seu país de origem. É preciso ter mais cabeça que coração para não se sentir sem identidade, porque existe sim um momento em que você se sente sem identidade (mas isso é assunto para outro post. rsrs)

Com tudo isso, a campanha para que ninguém vá a copa de 2014 eu faço aqui em Israel desde o ano passado, simplesmente porque eu já achava um evento dessa natureza uma afronta à população brasileira, porém pelo que eu pude ver as coisas estão muito piores, muito mais fora de controle e muito mais caras do que eu imaginava/lembrava.

E apesar de eu ter sentimentos distantes e confusos em relação ao Brasil hoje em dia, eu torço de coração para que de fato o "gigante verde e amarelo tenha acordado" e que vocês aí possam realmente mudar a realidade do Brasil.


11 comentários:

  1. Ya minha amiga querida ..
    O povo estás as ruas .. de cara pintada lutando por liberdade de expressão e por democracia , por direitos que nos é tirado e dado a politicos sem o menor escrupulos.
    Demorou pro povo ir as ruas e gritar por direitos .. é o que eu disse " saimos do deitado em berço explendido " para o "verás que um filho teu não foge a luta " ... mas o problema é que " conquistar com o braço forte " sempre gera morte e caos. Que Deus nos ajude !
    No meio de tudo isso sempre tem baderneiros que quebram tudo, matam pessoas e deixam a população civil totalmente assustada sem onibus , sem carro , sem bancos e com medo.
    O caos começou por causa de um aumento de 0,20 nos onibus em são paulo e isso só foi o estopin para um povo que esta cansado de pagar tao caro por tudo ... e aliás caro por um serviço que nem sempre funciona bem .
    Sim nosso país mudou .. até melhorou um pouco para os menos favorecidos.. mas em contrapartida tbem melhorou para os mais ricos .. e para os politicos. Infelizmente o Brasil é um pais de desigualdades... uns tem muito e outros nada tem . !

    O que precisamos é de igualdade ... só isso e acho que é por isso que o povo tem que ir as ruas ...
    Infelizmente ... aqui no Brasil manifestações nunca são pacificas , sempre acaba em guerra.
    É um horror o que tem acontecido aqui por esses dias.. gente morrendo, gente matando... e o patrimonio publico e pessoal sendo quebrado . Essa é a visao que esta sendo mostrada ai fora de um Brasil baderneiro.
    Quanto a não irmos a Copa , isso seria fantaaasticooooo , e seria a forma mais inteligente de gritar por democracia, seria a greve mais eficaz ... tudo que se gastou com os estadios e que nao foi investido na educação e na saude teria que voltar ... mas infelizmente esse mesmo povo que vai a rua lutar por direitos , tbem vai a copa gritar e sofrer pelo futebol ...
    Ainda temos muito que aprender .. e eu sinceramente acho que nao é quebrando tudo , porque depois quem vai pagar somos nós mesmos.

    ResponderExcluir
  2. Querida amiga, a revolta dos "20" como está sendo chamada foi um despertar da população, principalmente dos jovens que saíram as ruas para protestar contra aumentos e gastos abusivos. Uma imagem linda, uma multidão andando pelas ruas numa manifestação pacífica. Como já era de se esperar, um grupo se destacou dos demais por causa da violência. Agrediram policiais, picharam prédios considerados patrimônios públicos e atearam fogo em carros. Muito triste porque sabemos que essa era a imagem que mais iria repercutir em outros países. Mas também, as causas e consequências tendem amenizar nos dias seguintes, porque os brasileiros, principalmente os cariocas são momentâneos, ou seja, agem de acordo com o que está acontecendo. Todas as reivindicações são importantes e urgentes e deu aquela "sacudida" nas autoridades. Quanto a Copa do Mundo, sinceramente, brasileiros são apaixonados por futebol e não vão abandonar o país num momento tão importante. Acredito que os estádios estarão repletos com as mesmas pessoas que estavam na manifestação. Sei que em Israel existem outras prioridades e os brasileiros tem que se adaptar a nova vida e realidade. O Brasil é mais lento em questões sociais mas isso não faz do país um lugar ruim. Shalom.

    ResponderExcluir
  3. Rosana e Marion, Desculpa a demora para responder.

    Sim também achei a imagem linda na Tv e sinceramente eu entendo a revolta do povo, aliás não só entendo como apoio totalmente.

    Quando eu digo que não consigo ter a dimensão de como as coisas estão sendo por aí, me refiro ao sentimento da população e à situação das coisas fora das passeatas.

    O que vocês sentem desses movimentos? É algo que veio para ficar ou é algo que em mais uma ou duas semanas vai esfriar e o Brasil voltará a seguir seu rumo (ou sua falta de rumo) como sempre seguiu?

    E concordo com relação à Copa, acho que não existe protesto, nem revolta popular que impeça o brasileiro de assistir aos jogos e torcer para a seleção.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Olá! Realmente o sentimento geral é de orgulho por uma geração que saiu as ruas para pedir justiça e um basta ao abandono dos governantes ao povo brasileiro. As manifestações estão lotando as ruas de várias capitais e é um mar de gente caminhando pacificamente, cantando o hino nacional e palavras de ordem. Dá um pouco de receio, pois não sabemos como tudo isso afeta o povo, e como já disse, um grupo de arruaceiros aproveita o movimento para agredir, assaltar lojas e depredar prédios públicos. Já são três dias de protestos e como uma "febre" vai se alastrando por todo país. O certo é que os líderes do movimento tem anunciado que é pacífico e não aceitam envolvimentos com partidos políticos. Hoje, no RJ temos grupos diferentes na manifestação na Av. Pres. Vargas como sindicatos dos professores, taxistas, estudantes. Acredito que vai surtir efeito sim. Shalom.

    ResponderExcluir
  5. Oi,Yaheli, aqui em Porto Alegre,os enfrentamentos com a tropa de choque foram terrìveis.Nós temos a fama de povo bravo e desta vez deu pra constatar a veracidade disto e,tambem de povo politizado só que se infiltraram alguns baderneiros no meio e daí deu muito tumulto e depredações, no mais foi uma passeata linda demais,emocionante mesmo.Estamos cansados de sentirmos vergonha de nosso país,de nossos políticos.Estou com esperança que desta vez dê um resultado bom disto tudo.Aguarda a receita do mocotó,logo te envio por email.beijos.Carmen

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo e de coração espero que o Brasil mude. Espero que vocês aí não deixem esse sentimento esfriar. Porque a maior arma que um país tem é a voz do povo, então tomara que agora o Brasil saiba usar isso a seu favor.

      bjs.

      Excluir
  6. Humm...
    Será que se não fossem os tais "baderneiros" o governo estaria com medo? respondendo aos pedidos? teriam baixado as passagens?
    DUVIDO.
    E outra coisa, a MÍDIA fala que é apenas uma minoria que faz baderna.
    Será mesmo que é só essa minoria?
    Então essa minoria ta bem grande! rsrs...
    Isso é uma batalha, e não se ganha uma batalha sem luta.
    Ou se ganha batalha apenas pedindo paz?
    Eu nunca vi essa besteira de passeatas na praia de Copacabana com camisetinhas brancas resolver NADA.
    Alias, os políticos adoram essas passeatas de PAZ, pois sabem que são um bando de alienados pedindo paz que vão deixar eles continuarem a roubar tudo pra sempre.
    Tudo tem limite.
    Até a PAZ.
    Então É HORA DE LUTAR CADA UM DE SUA MANEIRA.
    Mais jamais apenas pedindo PAZ.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, o problema da quebradeira é que reparar isso tudo vai ser pago com dinheiro publico e com certeza, bem superfaturado.

      Mas, também não conheço na história nenhum povo que tenha mudado seu próprio destino sem um pouquinho de vandalismo.

      Só que uma coisa é vandalismo motivado por multidão, outra coisa é ladrão, bandido que se infiltra no meio dessa baderna para roubar e saquear.

      E uma coisa que eu sou contra é destruir patrimônio privado, principalmente de pequeno comerciante, porque o cara que tem uma lojinha ou um barzinho na esquina de uma rua qualquer é tão povo, quanto qualquer um que está nos protestos.

      Uma coisa é chutar a porta de vidro de um banco que vai ser trocada amanhã e dane-se o mundo, outra coisa é derrubar a porta de ferro de uma lanchonetezinha. Quando é que o dono vai conseguir trocar essa porta? Isso eu acho uma sacanagem sem tamanho.

      Mas, concordo que a hora de lutar é agora.
      Se vocês perderem essa chance, vão ter perdido a melhor e talvez única oportunidade de fazer algo pelo Brasil.

      Bjs.

      Excluir
    2. Pois é amiga ;acho que os sentimentos se misturam nesse momento por aqui.. revolta, medo, liberdade... é um grito na garganta que o povo vem segurando a muito tempo. No que vai dar ? Não sabemos .. mas acho que em nada , a nao ser no caso da passagem ter diminuido pra 3,00 novamente...Daqui alguns anos nossos filhos vão estudar na oitava serie sobre " A revolta dos 0,20 " e vai ficar na historia apenaas.
      É como vc disse .. muita gente pequena que luta a vida diaria , perdeu tudo com essa liberdade toda ... porque nao existe seguro pra isso ... o governo nao vai arcar com o tiozinho do buteco que teve seu comercio saqueado por bandidos e baderneiros.
      Fiquei sabendo de uma historia de uma garota ai em Israel que teve seu aluguel aumentado abusivamente e entao fez uma denuncia via rede social e disse que estava indo morar em sua barraca no meio de uma praça central .. e em menos de 1 hora milhares d jovens estavam acampados com ela em barracas.. até que o governo a chamou e resolveu seu problema senao me engano . Aqui isso nao aconteceria ... a imagem foi linda de ver povo nas ruas.. amo meu país sou muito patriota , mas infelizmente o maior sentimento que eu tive essa semana foi de angustia... e decepção.

      Excluir
    3. Concordo totalmente com você sobre a questão do Brasil.

      A história aqui em Israel não é bem essa, foi um protesto contra o aumento do custo de vida, o que incluiu o preço dos alimentos e alugueis.

      Mas de fato, foi um protesto enorme milhares de barracas acampadas dia e noite no coração financeiro de Tel Aviv e em outras cidades de Israel, mas ninguém foi morar em barracas, porque não tinha onde morar, nem o governo interferiu nesse ou naquele caso em particular, isso foi apenas um protesto.

      Esse protesto foi seguido de várias greves e paralisações e sim, muitas coisas se reduziram ou deixaram de aumentar.

      Quando o povo brasileiro perceber que mobilização é a única coisa que muda um país, o Brasil vai avançar, mas até lá, a gente vai gritar muito gol e assistir muito carnaval na "tela da tv no meio desse povo".

      Excluir
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...