quarta-feira, 27 de março de 2013

Pessach, a Páscoa Judaica

Uma breve explicação religiosa, apenas para tentar demonstrar de maneira lógica como são as coisas em Israel e porque são.

A palavra Pessach é a exata tradução da palavra Páscoa que significa passagem. A Páscoa católica simboliza a  passagem de Jesus da morte para a ressurreição e o Pessach é a passagem do povo judeu da escravidão para a vida livre. O Pessach é a festa que relembra a saída do povo judeu do Egito para Israel. Foi nesta ocasião que Moisés teria aberto o Mar Vermelho (Mar Vermelho que hoje fica em Eilat, sul de Israel), justamente para permitir essa travessia. 

Em resumo, como a fuga do Egito ocorreu sem grandes planejamentos não deu tempo para que os pães que eles levariam durante a viagem crescessem (fermentassem ou levedassem), em razão disso, durante o feriado de Pessach não se consome e não se vende nada que contenha algum tipo fermento ou levedura durante todo  período. 

O Pessach é o feriado mais longo de Israel e o que mais altera a vida "normal".

Em teoria o Pessach dura uma semana, porém na semana que antecede o Pessach quase todos os restaurantes fecham, as escolas param duas semanas antes e é uma época em que muita gente costuma tirar férias. 

Durante o Pessach as pessoas tiram todo e qualquer produto que fermente ou contenha algum tipo de fermento de casa. Isso inclui não só pães, massas e bolos, como vários tipos de iogurte, farinhas, queijos, algumas marcas de leite, alguns refrigerantes, sem falar em alguns produtos de higiene e limpeza, como desinfetantes, shampoos, desodorantes e pastas de dente.

Grande parte das pessoas faz uma grande faxina em casa e nas empresas e se retira todos os produtos considerados "proibidos". Até pessoas que não seguem a religião costumam fazer essa faxina em casa, muita gente acredita que traz boa sorte.

Obviamente, os supermercados não jogam os produtos fora, porém eles ficam cobertos e de fato não vendem nenhum produto desses essa época do ano.

Assim ficam os supermercados durante o Pessach: 

Arroz e cereais de milho por serem produtos cujo o consumo é divergente ficam normalmente em prateleiras  isoladas nesta época do ano, distante de outros produtos que se pode consumir sem dúvida.




 Em hebraico a palavra Hametz (חמץ) significa fermentado ou levadado:
Fermentado! Por favor não toque!

Pela tradição Ashkenazi não se pode consumir nenhum tipo de grão ou cereais, já pela tradição sefaradi pode se consumir arroz, milho e alguns outros grãos, porém estes não podem ser cozidos por mais de 18 minutos (após esse tempo considera-se que o alimento fermenta) e também é necessário que estes grãos e cereais tenham sido colhidos há mais de 6 meses, não podem ser grãos novos. 

Portanto, como é muito difícil saber o que pode e o que não pode ser consumido, todo produto "permitido" durante o Pessach possui o selo "casher le pessach", além de frutas e verduras que são liberados e não necessitam de certificação:

O alimento típico do Pessach e que substitui a falta de pão na vida das pessoas é o Matzah, que é uma espécie de biscoito cream cracker gigante e tem o sabor idêntico ao biscoito de água e sal vendido no Brasil:

Esse é o Matzah:
Pacote com 20.

E ele costuma ser vendido em "pequenas" caixas de 1kg, 2kg e 2.5kg, não preciso explicar a razão, né?


Matzah é bom? Bem, eu cresci comendo isso, então eu gosto. Mas acho que para quem prova pela primeira vez deve ser meio sem graça.


E essa caixa não ocupa muito espaço? Olha, sempre tem quem goste, né? rsrs.

E por fim, o Pessach costuma ser um dos períodos mais secos de Israel e costuma ser o momento em que a temperatura começa a esquentar, já que também é o início da primavera. Mas geralmente o Pessach é um período mais quente e seco do que o normal, passado o Pessach, a temperatura tende a baixar um pouquinho (ficar na casa dos 18°C/24°C) e a umidade costuma subir bem. 

Porém, apenas para mostrar que baixa umidade castiga, mas não mata, este ano passamos o segundo dia de Pessach com 10% de umidade. 


Neste ano de 2013 o Pessach começou em 25 de Março e vai terminar em 01 de abril, todavia só são feriados os dias 25 (à tarde) e 26 de Março e 31 de março (à tarde) e 01 de abril.

17 comentários:

  1. Sempre pragmática e muito objetiva, Chag pessach sameach, Yahely!Beijão!!!!

    ResponderExcluir
  2. shalom,yaheli,todá raba pelo post de pessach,é bem esclarecedor.no pessach bebe-se vinho também?Alem do matzá quais os alimentos que mais é consumido aí?Gostaria de aprender á preparar alguns,pois a nossa páscoa é no proximo domingo.Se puderes me dar algumas dicas te agradeço.Beijos e dá um abração por mim no Oxsford.Carmen

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carmem,
      Sim, o vinho é parte de todas as comemorações judaicas, inclusive o Pessach. Aliás eu deveria ter falado do vinho, que apesar de ser fermentado é tomado durante o Pessach, mas é porque é uma fermentação obtida de forma diferente, a cerveja por exemplo já não deve ser consumida nessa época.

      E sobre os pratos, existem pratos típicos de Pessach como o gefiltfish que é uma espécie de bolinho de peixe, mas particularmente eu não gosto. De modo geral, a tradição é consumir frutas, legumes, peixe e frango. É difícil eu te dar uma dica mais específica, porque eu só conheço as comidas da tradição Ashkenazi e não gosto de nenhuma delas. rsrs.

      Beijos e Feliz Páscoa!

      Excluir
  3. Nossa, amei esse post!!!!! Não sabia sobre essa "faxina", mto bom post!
    Pelo que me parece Israel é um país mto voltado pra religião, vc percebe isso no dia a dia?
    Vou fazer uma pergunta (um pouco boba, vai. rsrsrrsss) mas é curiosidade msm, mas em Israel não tem troca de chocolates como no Brasil, né?!
    Bjo grande e feliz Páscoa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, Israel não é um país nenhum pouco religioso pouco religioso no dia a dia.

      Israel é um país cujos os feriados são de origem judaica, assim como no Brasil e aliás em todos os países da América do Sul e em alguns países da Europa (Portugal, Espanha etc) os feriados são de origem católica.

      Por exemplo, vc acha que a maioria das pessoas que deixa de comer carne na sexta-feira santa faz isso porque é super religiosa?

      Não, a grande maioria faz por tradição. E no Brasil, isso já não é tão rigoroso, mas em alguns países como na Colômbia, não se come e não se vende carne a semana inteira inteira, inclusive os açougues fecham a semana toda. Mera tradição baseada numa religião, não tem nada de religioso nisso, entende?

      E sobre dar chocolate também é uma tradição por aqui nessa época sim, aqui o chocolate normalmente não é em forma de ovo, mas de coelho. Mas é comum se presentear com chocolate ou bombom normal também.

      Super Beijo e uma ótima Páscoa! :)

      Excluir
  4. Ótimo post, Yaheli!!

    Quer dizer que quando chega Pêssach as pessoas jogam fora tudo o que fermenta mesmo? como assim "tiram de casa"?
    Deve dar uma dorzinha no bolso dos mais humildes, né. Rs!

    Feliz páscoa!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Shlomo,

      Na verdade existem duas coisas, primeiro quando chega essa época muita gente já vai parando de comprar o que não poderá consumir nessa época e segundo existem depósitos onde as pessoas podem colocar as coisas, muitas casas tem e alguns prédios também. Mas de fato, a maioria das pessoas se desfaz das coisas mesmo (geralmente doam para asilos ou instituições de caridade).

      Feliz Páscoa!

      Excluir
  5. Oii, gostei da postagem Yaheli, me diz uma coisa o mathza é parecido com aquelas bolachas de água e sal vendidas no brasil só que em tamanho gigante? voce disse "caixas pequenas de 1kg, 2kg..." nossa é muita coisa, estas bolachas devem ser gostosas, kkk..

    ResponderExcluir
  6. Oi Leandro,
    Então, foi isso que eu disse no texto, matzah tem um sabor bem parecido com biscoito de água e sal.

    As embalagens são grandes, mas se você imaginar que nessa época não se vende, pão, bolo, biscoito e quase nenhum tipo de carboidrato, até que não é muito. Mas uma coisa é certa, no fim do Pessach você não aguenta nem ver isso. rsrs.

    Abraços

    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Eu nao estou acostomuda com esse feriado entao na primeira fez que vi tudo fechado nas patreleiras pensei, que coisa é essa? Eu acho muito ruim nao poder comprar as coisas no mercado (mas quem mora aqui ja conhece a rotina da festividade e ja esta acostumado) eu levei um susto. Resumindo, graças que existem os árabes que me salvam nessa semana, porque eu nao deixo de comprar e nem de comer nada, inclusive encontro muitos outroa israelenses fazendo o mesmo. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, os árabes e os russos são a salvação, mas isso é porque nós moramos no norte isso não é o retrato de Israel, e de mais a mais, por mais que se consiga comprar alguma coisa, não é vida normal, a maior parte dos restaurantes estão fechados e muitos que estão abertos mantém o cardápio de pessach, até o mc donald's, abre, mas todos os sanduíches vem com o pão de pessach que mais parece uma panqueca solada.

      Sem falar que mesmo nos estabelecimentos árabes que continuam vendendo, as coisas vão acabando ao longo da semana, por isso eu sou mais favorável a estocar tudo que é possível, macarrão, fermento, farinha, pasta de dente, enfim, tudo que você sabe que vai precisar.

      Infelizmente, a pior coisa de Israel são os feriados e se prepare porque há feriados piores, no Yom Kippur (se vc ainda não passou um aqui) fecha e para tudo, até os canais de tv param, não sei se você tem tv a cabo, mas se tiver verá que sai tudo do ar, até os canais de filme, tudo mesmo!

      bjs.

      Excluir
  8. Ola Yaheli! Muito legal falar sobre as festas judaicas!! Entao os 8 Dias de pessach e feriado como no Brasil ,nas escolas e entidsdes judaicas? E esses Dias de como dia 7 ( yom Hashoa) , Shavuot , todos Sao feriados ? Um Beijo e shabat shalom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Viviane,

      Na verdade em Israel são 7 dias de Pessach, apenas fora de Israel são 8. E sim, é feriado como no Brasil.
      Yom HaShuá não é feriado, mas shavuot é. Eu já escrevi sobre vários feriados judaicos aqui no blog, inclusive sobre o sucot. Dá olhada nesse link:

      http://vivendoemisrael.blogspot.co.il/search/label/Feriados%20Israelenses

      bjs.

      Excluir
  9. Yaheli,
    Estive recentemente em Israel e passei em Nazareh,onde comi um biscoito de coco ,em um restaurante .o biscoito tinha a aparência de que foi feito no saco de confeiteiro.Uma delicia. Você saberia me dizer que biscoito é esse e como se chama.Me disseram que é tipico de se comer na pascoa.Se puder me ajudar ,gostaria da receita,ou o nome dele.marilda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Biscoito de coco em Israel, eu desconheço completamente.

      Você tem certeza que era de coco, ou você acha que era de coco? Outra coisa, te disseram que era típico de que páscoa, judaica ou católica?

      Talvez se você me der mais detalhes, porque biscoito de coco definitivamente eu nunca vi por aqui.

      bjs.

      Excluir
  10. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...