domingo, 24 de fevereiro de 2013

Purim, O Carnaval à Moda Israelense

Todos os povos que eu conheço têm uma festa semelhante ao carnaval e, em Israel não é diferente. O Purim é o nosso "carnaval made in Israel".

Porém, o Purim é uma festa bem diferente do que tradicionalmente se supõe que seja um carnaval, a começar por duas diferenças básicas, em primeiro lugar o carnaval é uma festa pagã e o purim é uma festa religiosa e em segundo lugar o carnaval é feriado, no Brasil diga-se de passagem um feriado enorme, e o Purim não chega a ser feriado, ele é uma espécie de ponto facultativo, coisas como escolas, universidades órgãos públicos e boa parte dos restaurantes fecham, mas os transportes não param e em regra a vida segue normal, com boa parte das empresas funcionando normalmente.

A semelhança com o carnaval fica por conta da tradição de se fantasiar e, ao passo que esta é a semelhança é também a grande diferença, pois no Purim as pessoas não se fantasiam para ir a uma festa, mas sim para fazer o que normalmente fazem todos os dias, trabalhar, levar o cachorro para passear, dirigir etc.





Eu admito que é um tanto quanto estranho quando no seu primeiro Purim você entra no banco e uma atendente vestida de coelho diz: Lamento senhora, mas o seu talão de cheques ainda não chegou! Pois é, normalidade é um conceito que se aprende!

E como eu disse, o Purim é uma festa religiosa, assim sendo é bem comum ver ortodoxos fantasiados, usando parte da roupa que os caracteriza como ortodoxos e parte fantasia ou pelo menos participando de festas e ajudando pessoas a se paramentar para rezar:



Ortodoxo ajudando soldado a amarrar o Tefllin no braço para rezar.

O dia do Purim mesmo é um só, que neste ano de 2013 caiu no dia 24 de fevereiro, mas ao longo da semana é comum ver crianças fantasiadas indo para a escola, já que no dia da festa mesmo, as escolas estarão fechadas.

Uma outra tradição do Purim é uma brincadeira que se chama Anakim Ve Gamadim (Gigantes e Gnomos), que é mais ou menos parecida com o nosso amigo oculto (ou amigo secreto, como se diz em algumas regiões), só que funciona um pouco diferente. 

As pessoas se sorteiam normalmente, como num amigo oculto, e digamos assim, você será o gnomo em relação à pessoa que você sorteou e o gigante em relação à pessoa pela qual você foi sorteado. A brincadeira dura 3 dias e nesse período você tem que colocar um "agrado" para a pessoa que você sorteou, obviamente, sem ela saber quem está deixando, é uma espécie de presente "para acalmar o gigante" e da mesma forma a pessoa que te sorteou também deverá deixar algo para você sem que você veja. Esses "agrados" são sempre algo de comer ou beber, geralmente doces, e claro, a brincadeira é tentar adivinhar quem sorteou quem. Nos três primeiros dias se costuma dar coisinhas mais simples e no último dia, que é o dia da festa mesmo, é tradição se dar um presente melhor.

Inicialmente isso era uma brincadeira que as crianças faziam nas escolas e deixavam, uma balinha, um chocolate ou um punhado de biscoitos para o colega, mas já há muito tempo a brincadeira é bastante popular entre os adultos e com isso, o chocolatinho ou pacotinho de balas se transformaram em coisas bem mais elaboradas, como cestinhas de café da manhã ou pacotinhos com doces, vinhos e frutas ou frutas secas. Em resumo, o Anakim Ve Gamadim é a prima mais chata do amiga oculto. Pelo menos o amigo oculto dura um dia só, né? rsrs

Alguns exemplos de cestas dadas nessas brincadeiras:





O doce típico de Purim se chama Ozen Haman, que significa orelha de Haman, que tradicionalmente é uma espécie de biscoito amanteigado recheado com geléia, mas hoje já se encontra até recheado com M&M.





Versão recheada com M&M.
E como ocorre no carnaval, no Purim também existem desfiles nas cidades, claro que nada muito grandioso, na verdade funciona mais como uma parada com pequenos carros alegóricos e pessoas fantasiadas.

A parada mais tradicional de Israel se chama Adloyada e ocorre na cidade de Holon:



Então, com boa-vontade pode-se dizer que existe carnaval em Israel, certo? rsrs


*A exceção das fotos com a marca d'àgua do blog, que são minhas, todas as outras foram retiradas da internet.





18 comentários:

  1. Ya essa orelha de amam com mms é depasta comestivel ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, é dessa pasta comestível sim! Eu só não sei dizer se é bom porque eu nunca provei, esse tipo de doce não me atrai nenhum pouco. Mas, não se pode negar que é criativo, né? E as crianças adoram! rsrs

      bjs.

      Excluir
  2. Olá, acabei de ler o capítulo 22 do livro "A História", que é exatamento o capítulo de Ester - vim procurar algo sobre o Purim e encontrei seu Blog. Muito legal essa coincidência! Parabéns pelo bom trabalho que tem feito aqui... Vou ler mais e quem sabe não animo de um dia conhecer essas terras tão distantes.
    Ah, no livro, o Purim seriam dois dias, 14o e 15o de Adar. Sabe se em algum lugar ainda é comemorado assim?

    ResponderExcluir
  3. Oi Samantha,

    Na verdade não são dois dias, o que acontece é o seguinte: o 14° dia do adar é o dia seguinte da vitória dos judeus, portanto esse é o dia Purim. O que ocorreu é que em algumas cidades que eram muradas a batalha continuou ainda mais um dia, por isso para eles o dia da vitória passou a ser o 15° dia do adar. Esta comemoração que ocorre no 15° dia do adar se chama Purim Shushan e ainda é comemorada em Jerusalém, mas em regra só é observada por judeus ortodoxos, uma vez que não é uma obrigação da religião, mas apenas uma tradição.

    Abraços

    ResponderExcluir
  4. E tu e teu marido, se fantasiaram de quê? hahaha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Shlomo, kkkkk

      Nós não nos fantasiamos de nada, não. Esse tipo de festa eu não curto, nem carnaval, nem purim, nem nada do gênero.

      Abraços! :)

      Excluir
  5. Ya eu faço umas orelhas de aman deliciosas rsrsr , quando for eu levo pra vc ta kk ...

    ResponderExcluir
  6. Que engraçado foi esse Purim, vi pessoas fantasiadas no shoping, o que me chamou atenção foi uma senhora abastada fantasiada de vaca, juro!!! Sabe o que eu acho muito legal nos feriados daqui, sempre tem uma comida tipica, isso é muito divertido, talvez no Brasil nas festas Juninas, é a unica festa que me lembro.( As orelhas do individuo tem gosto de bolacha com geleia, nada de mais, pelo menos a que provei) Bjs Kelly

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também acho um biscoitinho muito do sem graça. rsrs

      Quanto às fantasias sem noção, com o tempo a gente nem repara mais. É igual ao excesso de maquiagem das russas, depois de uns anos a gente consegue até achar normal. Não digo bonito, mas pelo menos normal. rsrs

      Beijão.

      Excluir
    2. Hhahahhaha, morri ... Essa das russas é a mais pura verdade, hahhahaha. Carregam a mão e ate as mais velhas se vestem como as jovens, com roupa de balada no dia. Lindo só que ao contrário. rsss

      Excluir
  7. Outro dia eu vi um vídeo desta festa no youtube, no canal que eu sigo sobre Israel. Eu achei superlegal! E depois que você contou em detalhes, achei mais fofa ainda a festa. Aí a festa é simples e bonita, sem grandes estardalhaços para gringo ver. As daqui é muito muvuca para o meu gosto e gente ultra-mega-bêbadas e fazendo confusão, eu não gosto.Eu nem frequento carnaval,pra ser sincero,mas acho que o "carnaval" daí,eu frequentaria, é fofinho. kkk :)

    Bjs e abraços Yaheli! Mais uma vez você arrasou nos posts!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, acho que dá para dizer que o Purim é fofinho! rsrs

      Super obrigada pelo carinho.
      Um beijo enorme. :)

      Excluir
  8. Shalom Yaheli.Que maravilha poder comemorar as festas biblicas.Infelizmente as nossas aqui do Brasil são todas pagãs.As de Israel podemos conferir todas na palavra do Eterno,são comemorações de agradecimento pela colheita ou são para lembrar as vitórias de Israel sobre os seus inimigos.Eu amo todas estas festas e não tem nem comparação o motivo do Purim com o do carnaval daqui,né? È este o país que eu mais amo.Israel está dentro do meu coração,eternamente.beijos.Carmen

    ResponderExcluir
  9. Oi Yaheli, sou Gina de RS, seu blog fica muito legal, muito inressante e fala da realidade de Israel.

    Eu gostaria de que vce poda me ajudar em algumas duvidas que ainda tenho:

    Minha bisavo era judia, mas na familia ningem practica o judaismo (pratica se cristanismo, entao podo ter dereito a fazer alia?

    Sim nao podo fazer alia, meu trabalho e independiente (sou informatica) e meus ingresos sao de 1000 dolares ao mes, com nesse dineiro podo eu viver tranquila em Jerusalem?

    E possivel alugar em um pensionato de estudantes? Ou alugar em um kibutz?

    E finalmente, ainda noa sei falar hebraico mas fico com muitas ganahas de aprender, pode ter um dominio basico em 6 meses?

    Obrigada pelas respostas e seu blog e MUITO LEGAL!!!

    Gina.

    ginascaramella@hotmail.com

    ResponderExcluir
  10. Quanto custa viver em assentamentos israelenses em Jerusalém?

    obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para Israel não existe Jerusalém Oriental, existe apenas Jerusalém. Portanto, não existem assentamentos em Jerusalém, só existem assentamentos na Cisjordânia.

      Seja como for, morar em Jerusalém é extremamente caro. Jerusalém como um todo é a segunda cidade mais cara de Israel e uma das mais caras do mundo.

      E viver em assentamentos na Cisjordânia, financeiramente não vale à pena. Há inúmeras cidades de Israel muito mais baratas e mais bem estruturadas e o governo não dá incentivo financeiro para ninguém morar em assentamentos.

      Excluir
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...