sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Processo de Admissão e Noções de Direitos Trabalhistas em Israel

O início de qualquer processo seletivo se dá através de uma entrevista normal de emprego e, evidentemente, em Israel não é diferente.

As diferenças começam a partir daí. Uma vez que você seja contratado uma das primeiras coisas que a empresa faz é te dar um contrato de trabalho para assinar. Muito dificilmente você ultrapassará sua primeira hora na empresa, sem assinar seu contrato de trabalho.

Este contrato prevê de fato os direitos e obrigações seus e da empresa. Nele constará tudo que você fará na empresa, quantas horas trabalhará e de que forma, além do valor do seu salário, comissão (se houver) e todos os demais detalhes a respeito do seu tipo de trabalho.

Muitas empresas costumam ter o contrato também em inglês para aqueles que não dominam o hebraico.

Dependendo do tipo de trabalho você passará por um treinamento que obviamente será remunerado. Em Israel não existe trabalho ou treinamento sem remuneração.

No seu primeiro salário você já verá os descontos de Misrad HaBriut (seguro saúde), Bituach Leumi (previdência) e dependendo do valor do seu salário Mas HaChnassá (imposto de renda). 

Os primeiros três meses funcionam mais ou menos como um período de experiência, então se você continuar na empresa após esses três meses, você passará a descontar também o seguro privado que é um plano de aposentadoria e indenização particular, que é obrigatório em Israel. Esse seguro cobre além da aposentadoria por idade, uma indenização em caso de demissão e/ou invalidez. 

Esse seguro desconta um valor de 5% sobre o seu salário base e no quarto mês você descontará de uma vez os três primeiros meses. 

Em Israel existe também uma ajuda de transporte (nessiot) que varia de ₪300 a ₪600 shekels, dependendo da distância da sua casa para o seu local de trabalho. Esse valor não é descontado do seu salário, mas sim acrescido.

Já com relação às férias, para cada mês trabalhado você tem direito a um dia de férias, que podem ser tirados de uma vez ou parceladamente. Por exemplo, você pode pedir dois dias de férias numa semana, e emendar num feriado e você terá usado apenas dois dias de férias, não se contabilizando fins de semana, nem feriados.

E por fim, após um ano de trabalho, em caso de demissão a empresa precisa comunicar com um mês de antecedência e caso você queira sair da empresa também precisa comunicar um mês antes.

Com relação a seguro-desemprego, você terá direito desde que tenha pelo menos 12 contribuições nos 18 meses anteriores a sua demissão, porém o tempo que você receberá o benefício e o valor dependerá do salário que você tinha, da sua idade e do número de dependentes que você tenha. Você deve procurar uma agência do Bituach Leumi, o mais rápido possível após a sua demissão, de preferência no dia seguinte já para dar entrada no seu processo.

4 comentários:

  1. É altamente louvável essa parte de assinar o contrato antes de iniciar o trabalho.
    Também achei muito interessante poder tirar as férias aos poucos, sem contar os feriados como férias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, também gosto do método como as coisas funcionam por aqui.

      Excluir
  2. Legal, gostei do Blog. Depois de uma passadinha no meu www.coisasjudaicas.com

    abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jorge, eu já conheço o seu blog, de vez em quando eu te faço uma visita. rsrs.

      Que bom que gostou do meu, seja muito bem-vindo, inclusive para deixar comentários e sugestões quando quiser.

      Abraços.

      Excluir
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...