quarta-feira, 21 de novembro de 2012

O Atual Conflito Israel-Faixa de Gaza

Hoje dia 21 de novembro de 2012 o conflito entra no seu oitavo dia, mas como não tem sentido eu falar de hoje sem falar do início, vamos voltar um pouquinho no tempo.

Honestamente, não me é possível afirmar quando Gaza começou a lançar foguetes contra Israel, simplesmente porque isso acontece diariamente, não há um dia que isso não aconteça. Ocorre que, em primeiríssimo lugar o sistema de defesa de Israel (Kipat Barzel ou Iron Dome) é muito bom e em segundo lugar uma grande parte cai em área desabitada.

Então, primeiramente um vídeo para mostrar como funciona o Kipat Barzel (ou Iron Dome em inglês):

O vídeo é amador, mas dá para notar bem o momento de medo/preocupação e em seguida um momento de comemoração pelo Iron Dome ter funcionado bem. E dá para ouvir bem a sirene também.

 O Sistema de defesa de Israel para esse tipo de situação funciona assim, tocam as sirenes e as pessoas têm cerca de 60 segundos para se proteger/abrigar, nesse meio tempo o Iron Dome tenta "apagar" os foguetes que entram em seu território, uma parte das vezes é bem sucedido, outras vezes deixa passar porque calcula que cairá em área desabitada e, vez por outra falha mesmo e os foguetes passam, aí o resultado é esse: 

Esse foguete matou 3 pessoas da mesma família e deixou um bebê gravemente ferido.

De um modo geral, Israel convive bem com isso, a região sul do país é a mais afetada, ainda assim se leva uma vida normal por lá, sem maiores preocupações no dia a dia. 

Porém, no mês passado Gaza intensificou o lançamento de foguetes para Israel e as pessoas da região sul tinham que passar quase todas as noites em abrigos. 

Assim sendo, Israel fez uma ofensiva ultra-precisa à Gaza e matou o Ahmed Ja'abari, que era o chefe militar do Hamas e até onde se diz, segundo homem mais importante no comando e controle de Gaza. Entre outras coisas, ele foi responsável por liderar o Hamas na expulsão do Fatah de Gaza, traindo seus próprios irmãos palestinos, e também pelo sequestro do soldado israelense Gilad Shalit, que ficou sequestrado 5 anos e que depois de longa negociação voltou para casa este ano. Diga-se de passagem, ele foi libertado em troca de mais de mil terroristas que cumpriam pena em em prisões israelenses.

Claro que após a morte de Ja'abari não era segredo para ninguém que um conflito mais grave ocorreria. 

E desde então Gaza tem atacado fortemente Israel e obviamente, Israel contra-ataca, não tão pesadamente quanto poderia, uma vez que Israel é um país administrado por pessoas de bem e não por um grupo terrorista. Tanto assim, que 15 minutos antes de cada ataque Israel lança panfletos em Gaza pedindo que as pessoas se afastem das regiões-alvo. 

Isso é feito única e exclusivamente com o intuito de proteger os civis palestinos, mas claro que as pessoas têm a opção de permanecer onde estão e isso as torna vítimas, não de Israel, mas da lavagem cerebral que sofrem do Hamas. 

A população civil palestina é vitima diariamente do regime terrorista sob o qual vivem, que na realidade não as controla apenas pela força do medo, mas também e principalmente pelo poder da "propaganda alienante" e induz seu povo e o que é pior, suas crianças a se tornarem escudos humanos voluntários. É o mesmo tipo de lavagem cerebral/indução mental que sofrem os homens-bomba. 

Do lado de cá, Israel é fortemente pressionado a fazer um acordo de cessar-fogo, e o nosso primeiro ministro deseja ardentemente que isso ocorra, não porque ele é uma boa pessoa, mas  porque lamentavelmente ele está muito mais preocupado em ser político e fazer política do que em ser um Estadista e fazer história e não se pode desprezar o fato de que estamos em período eleitoral e como uma guerra deverá adiar as eleições (previstas para ocorrerem em 19/01/2013), ele está fazendo tudo para que a situação se apazigue logo.

Ontem à noite, no sétimo dia do conflito, onde em função de várias reuniões que ocorreram no Egito com a presença de membros da ONU e da Hilary Clinton, como mediadora, além de vários membros do governo de Israel e de representantes do Hamas, e depois de tudo que foi oferecido ao Hamas, inclusive reconhecer este grupo terrorista como liderança política de Gaza e a abertura dos portos, que eles tanto reivindicam. 

Com tudo isso, o Hamas mandou dizer que não, muito obrigado, mas essa noite eles ainda tinham mais uns foguetinhos para lançar. Ainda mais agora que os foguetes chegam a Tel Aviv e a coisa deve estar ficando mais divertida para esses doentes.

Dormimos com o Hamas nos mandando passear no bosque e acordamos com um atentado terrorista com as bençãos do Hamas (palavras deles). Explodiram um ônibus, deixaram 17 feridos, sendo 3 graves, no centro de Tel Aviv.

Ainda não estamos em guerra, estamos numa situação de grave conflito com Gaza, e claro que ninguém deseja uma guerra, mas infelizmente "a guerra é necessária para a manutenção da paz". (Sun Tzu - A Arte da Guerra).







25 comentários:

  1. mais uma vez quero te agradecer pelas postagens. Infelizmente o mundo condena israel porque ninguem fica mandando no rabo deles estes foguetes como o Hamas faz. Fácil condenar quando se nâo conhece a historia direito.
    Eu lamento por tudo e pelo fato que Israel aceitou o cessar fogo, de novo, como foi em 2009, perdem a chance de desbaratar este grupo terrorista e somente espero que o Bibi saiba o que está fazendo porque somente interesse politicos não vão a salvar o país de mais represalias e mais ataques como vem acontecendo.
    De qualquer forma acho muito louvavel como vcs escrevem e como as pessoas que vivem em Israel se comportam bem diante da situaçâo porque se fosse em outros paises como no Brasil, muita gente estava tendo faniquitos.

    ResponderExcluir
  2. Seu comentário foi perfeito! É exatamente o que eu penso.
    Eu também lamento demais o cessar-fogo, mas honestamente não creio que dure muito.

    Não sei se você sabe, mas logo após o cessar-fogo ter começado a valer, às 9:00 da noite, horário daqui, Israel foi alvejado mais 12 vezes por foguetes vindos de Gaza.

    Como sempre é apenas Israel que fica obrigado a cumprir os acordos, vamos ver como as coisas se desenrolam nos próximos dias, mas é duro ir dormir vendo o líder do Hamas na TV deles gritando "vencemos! Vencemos!" e saber que Israel está de mãos atadas nesse momento.

    ResponderExcluir
  3. Eu penso que não há, nas inúmeras vertentes árabes, um herói ou um vilão de fato.
    O que há são interesses antigos, que, infelizmente, recorrem à violência, como forma de tentar resolver conflitos.

    Não estou condenando nem me posicionando a favor ou contra qualquer viés da questão.

    Tenho um respeito imenso pelo povo hebreu que tem sofrido arduamente durante mais de 2000 anos!
    O sionismo, entretanto, quando me foi apresentado e tive oportunidade de estudar, pouco, mas necessário para que eu pudesse adquirir algum conhecimento do fato, é de fato um fenômeno magnifico e condizente à situação de um povo que sofreu durante anos e anos, vitimas de perseguições e não aceitação.
    Entretanto, quando vi um vídeo,(que por questões de direito autoral não me convém mencionar), mostrando inúmeros palestinos tendo de entregar suas casas, construídas com trabalho e esforço, ao povo de Israel, após a criação do estado de Israel em 1948, tentei analogar aquela realidade, à minha realidade.
    Meu pai tem hoje 42 anos, nunca conseguiu realizar o "sonho da casa própria" e sei que se isso ocorrer será a maior realização material para ele, algo difícil de conquistar e que ele esperou a vida toda, para poder pelo menos ter um lugar próprio para dormir. Pensei o quanto deve ser ruim voce ter um lugar e ser expulso desse lugar de repente.
    A proposta seria a criação, também, de um estado palestino, o que não houve. Então ao ler o texto, vi um posicionamento pró israelense. Eu penso que, dizer que os palestinos não estão aptos a atender acordos, como o cessar fogo, é atirar no proprio pé. O acordo da criação do estado palestino nunca saiu...

    Bom,mas não tenho proselitismo com nenhuma vertente como já falei.
    Até por que sou contra a posição palestina que se corrompeu, após a criação de facções terroristas.
    O povo palestino, aliás, se corrompeu a tal ponto de haver conflitos entre os proprios palestinos (hammas e Fatah).


    Espero que os conflitos consigam tomar um rumo diferente, com acordos de paz bem elaborados e que signifiquem a tal terra prometida que tanto sonhou um hebreu diante tanto tempo que se passou, assim como a criação e reposição de um espaço que caiba a cultura e o povo palestino.

    (não há tendencia israelense nem palestina, só acho que não há um herói ou vilão, faz parte de um conflito histórico.Desculpe se causei algum mal estar, minha unica intenção foi expressar a situação de que acordos são quebrados por ambos os lados).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu poderia conversar horas com você sobre o assunto, se você não embasasse seus argumentos em teorias dramático-infantilóides desapegadas de valor histórico , cultural e político da época.

      Ainda assim, a despeito de toda sorte de bobagens que talvez você esteja pretendendo continuar a escrever vou te dar meu posicionamento.

      Em primeiro lugar, eu sou a favor da criação do estado da palestina, incluindo nele a Faixa de Gaza e até Jerusalém Oriental (embora eu ache que dificilmente Jerusalém será dividida, porque nem Israel e nem os palestinos desejam isso).

      Agora se você assistiu um videozinho e ficou tristinho, saiba que talvez fosse interessante procurar assistir vídeos de armênios que também tiveram seus território roubados pelos turcos muçulmanos (na mesma época - fim do império turco-otomano), só que os armênios não tiveram a mesma sorte e cerca de 1 milhão e meio foi assassinada e outros tantos milhares foram se abrigar em países estrangeiros, inclusive no Brasil.

      Sem falar na questão dos curdos que os muçulmanos em suas respectivas regiões (Turquia, Irã, Iraque e Síria, por exemplo) os mantêm na condição de invasores/prisioneiros quando estes também eram nativos dos territórios que ocupam lá.

      Então como é que fica esses seus dois pesos e duas medidas? Você também está preocupado com essa questão? Você também entra em blogs de muçulmanos para repudiar o que fazem com os curdos?

      Não estou dizendo que uma coisa justifique a outra, estou dizendo que a irmandade muçulmana e outros militantes do islã gritam ao mundo o que supostamente ocorre aqui, acusam Israel das piores atrocidades e fazem ainda pior em seus países.

      Ao menos os Palestinos têm um território sobre o qual possuem um controle semi-autônomo e se estivessem mais preocupados com seu povo do que com suas guerras já teriam um país.

      Aliás para citar o exemplo do seu pai, você diz que ele ficaria muito feliz se conseguisse comprar a casa dele. Então eu te pergunto, por que os Palestinos não aceitam a formação do Estado da Palestina, ainda que não inclua todo o território que eles desejam? Vamos dizer assim, se alguém quisesse dar ao seu paí um apartamento de um quarto e sala separado, mesmo que ele julgasse pequeno, não seria melhor isso do que nada?

      Não se iluda, os palestinos não estão preocupados em ter um país, não estão preocupados em cuidar do seu povo, estão preocupados em receber os repasses de milhões de dólares que recebem todos os anos da ONU e da UNESCO, sem falar nos impostos repassados por Israel e em outras doações.

      Desse dinheiro todo, o único que eu acredito que se reverta para o território palestino seja o dos impostos que Israel repassa que geralmente é algo em torno de 100 a 150 milhões de dólares, o resto vai para compra de armas e principalmente para a conta bancária de meia dúzia de três ou quatro "líderes muçulmanos". Sem falar que eles são constantemente armados e financiados pelo Irã e por outros países da liga árabe.

      Obviamente, eu sempre lamento pelos civis, esses sim são sempre vítimas das decisões de seus governantes em qualquer lugar do mundo e em qualquer situação.

      Abraços e espero de coração que você procure
      conhecer bem quem são os fracos e quem são os fortes, antes de sair por aí clamando justiça a quem não está buscando por ela.

      Excluir
    2. Isso ai Yaheli, gostei !
      É disso ai que te falei no email, começa assim e daqui a pouco começa o "debate" no seu blog.
      Seu blog é sobre viver em Israel, mas daqui a pouco poderá virar o blog dos "palestinos bebezinhos x Israelenses bebedores de sangue".
      Enquanto isso, esse nobres humanistas nada dizem sobre o aumento da violencia no Brasil, incluindo ai, a morte encomendadas de varios policiais em SP e a cracolandia que acredite possue "defensores" ... pois é ... parece piada, mas não é.
      Shalom;
      Gabriel

      Excluir
  4. Pois é Gabriel, mas é como eu te disse, eles nunca voltam nem para contra-argumentar. Eu não apago os comentários não, só se tiver xingamentos, e até hoje eu tive que apagar apenas um.

    Se por um acaso a coisa aumentar eu vou moderar os comentários, mas por enquanto me orgulho disso aqui ser um espaço livre.
    abraços

    ResponderExcluir
  5. Um aqui disse que esse blog não é pra debater sobre esse tipo de assunto. Ora meu querido eu também sei do que trata esse blog, mas, uma vez mencionados esse tipo de assunto intrigante, ficara sujeito a críticas, é inevitável. E eu sei Yaheli, que você já esperava por isso, então não fique surpresa. Eu vi o videozinho do Iron Dome, e os judeus comemorando a derrubada dos foguetes, achei ESPETACULAR, isso se chama TECNOLOGIA Israelense. Sobre você ser a favor de um Estado Palestino, vejo que você não conhece profundamente a verdadeira historia que estar por traz desses conflitos, eu também não vou explicar, cada um que estude e procure ter o conhecimento REAL da HISTÓRIA. No quesito história secular desse conflito, você tem que entender Yaheli que os TAIS palestinos não SÓ querem um Estado Palestino, mais também irrevogavelmente a DESTRUIÇÃO de Israel. E eu fico muito revoltado com pessoas que opinam sem o verdadeiro conhecimentos dos FATOS, e apinam só com o que ver nessa IMPRENSA tendenciosa e esquerdista vagabunda do MUNDO todo, e se acha que sabe da REAL história. Pra finalizar o que eu digo minha querida Yaheli; é que isso não terá fim, porque tudo isso se trata de um lado RELIGIOSO e ESPIRITUAL, creia você ou não, a bíblia diz que Israel é o cálice de tontear das nações, por essa frase, se diz tudo do que se passa atualmente creia você ou não. Israel jamis devera sede um Estado Palestino, milenarmente esse é um território de ISRAEL, e ponto FINAL, o resto é uma invenção de FORÇAS OCULTAS que eu não quero falar, quem quiser que ESTUDE, mas eu sei quem vai RESOLVER esse problema: E ESSE SE CHAMA JESUS CRISTO, O QUE REDIMIRA ISRAEL E LIVRARA DE TODOS OS SEUS INIMIGOS, E TODAS AS NAÇÕES O ADORARÃO, ALELUIA MARANATA VER JESUS. Enquanto aqui no Brasil vou orando pela paz do meu país e por ISRAEL.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que seu fanatismo religioso não deixou você perceber quem eu sou.

      Eu sou Israelense e moro em Israel, portanto se eu pendo para algum lado com certeza é por Israel e se eu me informo é unica e exclusivamente pela imprensa israelense.

      Quanto ao Estado da Palestina sendo eu favorável ou não, mais cedo ou mais tarde ele vai acontecer.

      E se tudo que ocorre tem uma base espiritual, quando Jesus voltar ele resolve isso. Acabaram-se as preocupações!!!

      Excluir
    2. Fanatismo religioso! qualquer um que declare uma religião, é um fanático pra você? e da a desculpa que eu não te entendi, ou não percebi? resposta maliciosa Yaheli, então me conte porque você é a favor de um estado palestino? me dê uma ideia de que um Estado Palestino formado trara paz? ou sei lá o que você imagina que ocorrera, me dê só uma ideia? pra que eu não fique confuso, só foi isso que não entendi em você. Quanto ser Israelense ou judeu, na minha observação não quer dizer nada, por favor não quero te ofender, é porque o que eu já li de Judeu ou Israelense contra Israel é inacreditável, que fico ate surpreso, logo percebi que ser ou não ser, não significa nada. AGORA um praticante esse sim dar sua vida por Israel. Mas é aquela velha história, quando se é praticante é um religioso FANÁTICO, não é verdade? o que dirá um Judeu ortodoxo, não é mesmo? quando eu falo de que Israel é indivisível, é porque Yaheli; eu acredito na TORÁ, na bíblia, sabe? você já leu a TORÁ Yaheli? o que sabe do judaísmo? é praticante? ah, bobagem minha, querer saber disso, isso é coisa de FANÁTICO mesmo, você só esta ai pra trabalhar e viver sua vida feliz, e eu concordo, temos mais é que buscar a nossa felicidade, esse papo de religião é fanatismo. Você não vai ficar chateada não é? é porque o mundo é cheio de divergência, nem sempre vamos encontrar tudo a nosso favor, porque assim um mundo seria fácil, mas por favor não me leve a mau, é só uma opinião.

      Excluir
    3. Em primeiro lugar eu não te acho fanático religioso porque você declara sua religião, eu te acho fanático religioso porque você escreve e se comporta como um idiota. E porque eu não converso com imbecis eu estou encerrando minha conversa com você nesse momento.

      Até porque eu não tenho a mínima vontade de te provar nada, das coisas que menos me interessam no mundo, com certeza, em primeiro lugar está a sua opinião.

      Excluir
  6. Gostaria de saber porque existem pessoas tão desequilibradas que julgam saber sobre um assunto que não diz respeito ao seu dia a dia e se julga especialista. Pior de tudo, mistura religião e geopolítica na mesma bandeja.

    Se essa pessoa fosse menos burra saberia que a criação de um Estado Palestino seria a melhor solução para a política externa israelense, pois dessa forma eles seriam responsáveis pelos atos hostis contra Israel que se originassem dentro de seu território e não teriam mais desculpas.

    Me desculpe mas você não pode sentar em uma reunião da ONU com a Biblia na mão e falar que está escrito que aqui é a terra dos judeus, a ONU não é um organismo religioso e sim político.

    Outra coisa, independente dos Judeus estarem nesse território antes dos povos árabes, os mesmos vivem aqui desde o século VII. Então não se julgue grande professor e estudioso que você não sabe de nada, além de se comportar como uma pessoa sem nenhum equilíbrio e bom senso em suas palavras. O próprio estado de Israel em 1948 aceitou a divisão do território entre os 2 povos, para por favor de escrever como um louco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, por isso que nem perco meu tempo discutindo com esse tipo de gente.
      Apesar de eu ter uma vaga impressão de que esse tipinho aí, é um que me escreve uma série de e-mails fazendo perguntas sobre Israel, mas enfim cada palhaço com seu circo.

      Excluir
    2. E o seu circo é o mais engraçado. não entendo vcs blogueiros, postam idéis para todos verem, depois não aceitam as críticas dos outros...porque cada um não continuam discutindo seus conhecimentos e ideias, mesmo que a crítica seja dura acho legal vcs continuarem rebatendo e mostrando quem tem mais conhecimento do assunto. E eu acho os israelenses e todos os moradores de Israel privilegiados apesar dos conflitos na região.
      E não tem como separar o motivo desses conflitos da religião porque é na essência essa fusão com a política...Oro por Israel e pela paz; makdilan@Hotmail.com

      Excluir
    3. Bem, eu aceito críticas, desde que ela tenha a ver com o que foi postado, o que eu acho que não tem a mínima lógica é a pessoa entrar num blog que se propõe a ser um blog sobre viver no exterior (no caso em Israel) e vir aqui querer discutir religião e o que é pior a pessoa não sabe o que eu penso sobre religião e entra atacando por alguma coisa que ela supôs na cabeça dela que eu não concordo.

      Se você reler os comentários verá que eu nunca ataco primeiro.

      Você entrar aqui e deixar a sua opinião, de maneira educada, tudo bem, eu posso não concordar, mas ok.

      Só queria saber porque vocês leem uma coisa e interpretam outra. Isso é problema de ensino de base.


      Excluir
  7. Eu também quero encerrar o assunto, porque vejo que vocês não aguenta divergir ideias. Quando encontram oposição em suas ideias ou argumentos, taxam logo de FANÁTICO, TIPINHO, DESEQUILIBRADO E PALHAÇO, eu nunca disse ser o dono da VERDADE, mas daquilo que creio, mas o certo é aquilo que vocês acham, uma vez disse MARTIN LUTHER KING: PRA FAZER INIMIGOS NÃO PRECISA DECLARAR GUERRA, BASTA DIZER O QUE PENSA. Sempre teremos argumentação contraria em tudo nesta vida, mas eu aqui nunca falei MAL de ninguém, nem taxei de DESEQUILIBRADO, de PALHAÇO qualquer uma que seja contra os meus conceitos e crenças, mas vocês podem, se quisessem ter encerrado o assunto, ante era só dizer: OK GILMAX! ISSO É O QUE VOCÊ PENSA, TODOS NOS TEMOS OPINIÕES DIFERENTES E ESSA É A SUA, ABRAÇOS. com certeza li garanto que eu só teria o meu primeiro comentário, mas você não compreendeu as diferenças de conceito. Mas de qualquer forma EU te peço DESCULPAS SE EU TE OFENDI, PROMETO QUE NÃO MAIS COMENTAREI AQUI, MINHA PALAVRA! MESMO SE DER RESPOSTA A ESSE COMENTÁRIO, MAS UMA VEZ DESCULPA-ME.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido, acho que você ainda não entendeu.

      Este blog não trata de assuntos religiosos e em nenhum momento eu questionei o seu posicionamento religioso, até porque em nenhum momento eu coloquei a minha visão religiosa aqui, portanto você não sabe o que eu penso sobre isso.

      O meu blog é sobre a vida em Israel e para viver aqui tanto faz ser judeu, evangélico, budista ou católico.

      E eu não estou interessada em fazer amigos, nem inimigos, nem em discutir verdades ou mitos religiosos.

      Só que pra mim, uma pessoa que entra num blog sobre determinado assunto para discutir outro ou é desequilibrada ou é burra. O que você é?

      Eu não entraria num blog de futebol para falar de basquete, embora os dois sejam esportes, não há qualquer conexão entre eles.

      Do mesmo jeito que embora Israel seja citado na Bíblia, na Torah ou em qualquer outro livro religioso, viver em Israel não é um ato religioso.

      Será que dói entender isso?

      Excluir
    2. Tenho uma curiosidade!
      você morando em Israel, sendo uma habitante local, qual é sua religião, e se a religião tem influência na vida das pessoas em seu pais.
      Se não quiser ou puder tudo bem!
      השלום של האדון ישוע להיות איתך

      Excluir
    3. Lamento, mas minha religião é assunto meu e não cabe nesse blog. Não há aqui nenhum lugar onde eu declare minha religião e nunca haverá.

      Excluir
  8. Concordo com a sua visão imparcial sobre o assunto. Alias foi com pesar que alguns dias atrás Portugal e a UE apoiaram o Hamas apenas por interesses económicos com o mundo árabe.
    Mas é mesmo assim os grandes vencem a tudo o custo e os pequenos são humilhados e não lhes é dado o direito de nada.

    Ana Teresa

    ResponderExcluir
  9. nunca vi esse assunto sendo tao bem explicado,eu estou fazendo um trabalho de escola sobre israel e faixa de gaza,e eu estou super satisfeita.esse assunto foi muito bem explicado. gabrielly

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada gabrielly.
      Boa sorte no trabalho! ;)
      Beijão

      Excluir
  10. Excelente postagem! Gostei muito do seu trabalho!
    Aliás, com sua autorização, estou usando esse post como parte do meu trabalho sobre "História contemporânea de Israel" da matéria "História dos Hebreus" na faculdade de teologia que estou cursando.

    Sua bibliografia foi colocada como referência dando-lhe a devida honra.

    Desejo a você um ótimo trabalho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ubemrayer,

      Fico feliz que tenha sido útil.

      Um abraço e boa sorte no trabalho.

      Excluir
  11. Esses tipo de pessoas não sabem diferenciar assunto, tudo para eles é algo espiritual. Israel 20% da população são não - judeus, ninguém sofre opressão coletiva ou individual para se converter. Você vive em Israel sabe das leis do local. Eu fiquei surpreso com essa uma pesquisa que cerca de 100 turistas surtam todos os anos em Jerusalém.Turistas do mundo inteiro realizam o sonho de conhecer Israel. Porém, muitos acabam sendo tomados pela chamada “síndrome de Jerusalém”. Anualmente, cerca de 100 visitantes, a maioria de origem (PROTESTANTE, EVANGÉLICO ETC...), surtam no país. Ao se depararem com o cenário histórico e religioso, muitos começam a assumir personagens como Davi, Sansão e G-sus kristo. Há quem chame esse distúrbio de possessão; outros acreditam que se trata de um fenômeno psíquico que começou a ser descrito em meados do século passado e tem aumentado com o turismo de massa. Guias turísticos comentam: “Eles têm personalidade fraca e a viagem para cá faz com que algo aconteça emocionalmente com eles”, explica o guia . Um guia lembrou do caso de uma mulher que surtou e decidiu tirar a roupa e andar nua pelas ruas de Jerusalém. Ele só conseguiu vesti-la dizendo que Deus lhe havia ordenado que ela se vestisse. Por sua vez, o guia comentou que um homem chegou em Israel decidido a converter os judeus e começou a jogar CDs e livros do 14º andar do hotel.
    Esse tipo pessoa Yaheli é assim mesmo, pensam só nisso.
    Onde não tem razão entra a emoção, se não controlar emoção vem a imaginação, pode se dizer que a pessoa não quer viver a realidade.
    Belo Blog!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Dudu, é isso aí mesmo!

      Obrigada por comentar.
      Um grande abraço!

      Excluir
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...