quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Mundo Mix num Mix de Mundos

Cristianismo, Islamismo e  Judaísmo. Árabes de origem síria, libanesa e palestina. Judeus de origem iemenita, marroquina e europeia que se tornaram também os judeus das Américas, tudo isso junto forma Israel.

Engana-se quem pensa que árabes e judeus têm algum problema em Israel. A convivência entre os povos e as religiões dentro do Estado de Israel é plena e pacífica, além de unificada. Não existe em Israel nenhum tipo de segregação por qualquer motivo que seja, uma vez que são todos ligados pela mesma nacionalidade e pelo mesmo sentimento patriótico. 

Só para ter uma ideia eu moro em Nazaré, que é a maior cidade católica de Israel, e todo dia por volta das quatro da manhã nós somos acordados pelo auto-falante das mesquitas daqui entoando cânticos para as orações matinais (esqueci como se chama) e toca muito alto mesmo! Se isso não for liberdade religiosa, eu não sei mais o que é.

Sem falar que em Israel é realizada uma das maiores paradas gays do mundo.

Ou seja, Israel nem de longe é um país preconceituoso ou retrógrado. Nenhum tipo de comportamento ou escolha social é punida ou enquadrada como ilegal.

Não é verdade dizer que Israel proíbe o casamento entre pessoas de religiões diferentes, o que ocorre é que em Israel só existe casamento religioso, não existe casamento civil (ainda), o que as pessoas fazem é viajar até o Chipre que fica a 40 minutos daqui e se casar lá. Uma vez casados, averba-se a certidão de casamento em Israel e ponto final, e o procedimento não é burocrático.

O negócio é tão comum que existem inúmeras empresas em Israel que oferecem diversos tipos de pacotes no Chipre, com vários estilos e preços de casamentos. O casal já chega ao Chipre com a cerimônia toda acertada e pode escolher tudo, desde um simples casamento civil (com ou sem bolo), até uma mega festa com qualquer tipo de decoração e escolhe ainda se quer uma cerimônia religiosa, ecumênica ou de qualquer outro culto, sem maiores problemas. Se as cerimônias de lá tem algum valor religioso eu não sei, mas civil com certeza tem e gente nascida e criada em Israel se casa lá desta forma, já que não existe qualquer tipo de burocracia e acaba saindo mais barato que casar aqui.

Outra coisa que caracteriza Israel é a comida, engana-se enormemente quem pensa que vai chegar aqui e encontrar aquelas comidas judaicas que a vovó fazia (gefilte fish, borscht etc), a grande influência da culinária Israelense é árabe/marroquina, portanto a comida típica de Israel é a mesma de qualquer país do Oriente Médio (kebabi, shawarma, falafel, pão pita, pão laffa e hummus).

Claro que em Israel se encontra todo tipo de comida de pizza e macarrão a Mc Donald's e comida japonesa tem de tudo aqui, eu estou apenas me referindo à comida típica. Aliás diga-se de passagem Israel deve ser o país do mundo com o maior número de Mc Donalds por habitante.

Por incrível que pareça a única coisa difícil de achar por aqui é mesmo comida judaica, comida judaica não é comida Casher (ou kosher) comida judaica significa comida da tradição judaica, pelo menos da tradição ashkenazi que é o que eu tive a oportunidade de conhecer no Brasil.

Esse tipo de comida, normalmente só se encontra para vender congelada em supermercado, quando encontra.

***Sobre comida casher eu vou falar num post à parte.

E sobre as músicas, o que toca em Israel é o que toca no mundo todo, sem esquecer de mencionar que existe por aqui uma profunda predileção pela música brasileira, claro que se você pensar que Teló e companhia tocam ou tocaram incansavelmente em todos as rádios, shoppings, farmácias, supermercados e elevadores de Israel isso não é lá uma grande vantagem. Mas quando você pensa que um cara como Gilberto Gil fez um showzaço  (Eu fui!!!) e 20 dias antes do show já não tinha mais ingresso à venda e lá chegando você percebe que a maior parte de quem está lá é Israelense mesmo, dá um puta orgulho da música brasileira.

É isso, Israel é uma deliciosa mistura não miscigenada, impossível de ser explicado, mas uma delícia de ser vivido.

Show do Gil em Raanana em 2011




4 comentários:

  1. Olá, Adriana.
    Desculpe tratá-la assim mas é mais fácil para mim que sou português. Encontrei seu blogue quando procurava informação sobre casamento e dissolução do casamento em Israel para um trabalho de Direito Comparado que Joana(minha filha)está fazendo na faculdade de Lisboa.
    Já encontrei muita coisa mas algumas informações parecem contradizer-se. Dei o endereço de seu blogue para ela.É natural que ela a possa contactar. Achei seu blogue muito interessante e esta partilha de informação é preciosa, o que demonstra bem o seu carácter. Parabéns pelo seu esforço e que a vida lhe sorria sempre. deixo aqui o endereço de joana para a conhecer. Tudo de bom para si.
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Joana_Ramos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa! Que legal! Parabéns pela carreira vitoriosa da sua filha.

      Diga a ela que pode entrar em contato quando quiser, se eu puder ajudar ficarei muito feliz.

      Um grande abraço aos dois.

      Excluir
  2. OI, Obrigado, Adriana, por toda a sua simpatia. Já falei com a Joana, Ela vai contactá-la.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  3. Um dos meus posts favoritos do seu blog! :)
    Transmite bem a mensagem, e me dá mais vontade de conhecer Israel.

    ResponderExcluir
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...