terça-feira, 21 de agosto de 2012

Mudança de Nome e Identidade Israelense

Em Israel é permitido mudar de nome a cada 7 anos, aliás quando se faz aliah, uma das primeiras perguntas que te fazem ainda no Brasil é se você pretende trocar de nome, caso queira e já tenha um nome escolhido, quando você chegar em Israel sua identidade já será emitida com o novo nome (nesse momento é de graça).

A mudança de nome é uma prática relativamente comum em Israel e tem a ver com a tradição judaica da kabala, mas diferentemente do que ocorre em países como EUA, onde um novo nome "apaga" a existência do outro, em Israel o nome antigo continua constando nos seus registros.

A identidade israelense, além do documento de identificação plastificado normal, vem junto com um documento de papel (sefar teudah ou apêndice da identidade) onde constam todos os seus dados extras, como nome do marido ou esposa, nome dos filhos, caso os tenha, endereço, número de registro nas forças armadas (caso tenha servido) e seus nomes anteriores, incluindo "em nomes anteriores" mudanças de nome por vontade e mudança de nome por casamento ou divórcio.

Inclusive, por conta desse documento, toda vez que se muda de casa é necessário ir até ao escritório do ministério do interior (misrad hapinim) e atualizar seu endereço. É lei e é realmente obrigatório, aliás é uma das primeiras coisas que se deve fazer após se mudar para um novo endereço.

Para mudar de nome, basta ir ao escritório do ministério do interior (lugar este que você frequentará muitas e muitas vezes em Israel), normalmente levando uma foto 3x4 (esqueci o padrão), se você não levar sempre é possível tirar nas imediações, então você preenche um formulário com seus dados e o novo nome, paga uma pequena taxa e aguarda entre 5 e 30 minutos (dependendo da fila) para que emitam uma nova identidade e um novo sefar para você.

Não há qualquer burocracia, o único inconveniente é que no mesmo dia ou no máximo no dia seguinte você precisará ir até o seu banco e entregar uma cópia da sua nova identidade, normalmente os bancos ligam em até 48 horas após a mudança para que você vá até lá (em Israel tudo é interligado), mas não há nenhum tipo de transtorno quanto a isso, você não precisa trocar o cartão bancário se não quiser e nem perde seus talões de cheque com o nome anterior, nada muda. O seu seguro médico, caso você não solicite um cartão novo, lhe enviará dentro de alguns meses um cartão com o novo nome.

O mais difícil é mesmo se acostumar com o novo nome.

Eu mudei de nome uns 10 dias depois de chegar em Israel, na época eu paguei uma taxa de ₪100 shekels, algo como R$ 50,00.

Levei 20 minutos para mudar de nome e 10 meses para me acostumar com ele, mas honestamente foi uma das melhores coisas que eu fiz. Eu me chamava Adriana, nome que eu tinha que repetir algumas vezes e soletrar outras tantas. troquei meu nome para Yaheli e nunca mais precisei repetir ou soletrar, muito mais fácil e prático.

É inegável que a mudança de nome acarreta questões psicológicas, por isso pense bem, porque você terá que passar os próximos 7 anos carregando esse outro nome.

Um comentário:

  1. Muito bom o blog,meu amigo que recomendo,ai vir conferir e eu vou recomendar tb,e acompanha..me recomendaro esse site de rastreamento pois eu tava precisando de um rastreador http://rastreamentodecelular.net sera que é bom? rsrsrsrs abraços..parabens pelo blog

    ResponderExcluir
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...