quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Mitos do Brasil

No Brasil se costuma acreditar que frutas e café só existem no Brasil, pois bem, vou contar um segredo: É mentira!

Em Israel existe uma enorme variedade de frutas e de café. Aliás esse talvez seja o primeiro grande mito a ser derrubado, o café brasileiro pode ser ótimo e realmente é, mas no Brasil só se produz, em larga escala, um tipo de café que é o café arábica, já em Israel se acha facilmente todos os tipos de café produzidos no mundo, todas as variações de grãos e todos os tipos de torragem e moagem.

Então vamos por partes:

FRUTAS:
Israel é auto-suficiente na maior parte de sua produção agrícola, além de ser um país com tecnologia de ponta neste setor, portanto em Israel se encontra uma variedade enorme de frutas, das mais simples, como banana, maçã, manga e laranja às mais exóticas como kiwi, lichía e tumbo (fruta típica da Bolívia e que é uma variação do maracujá) e quase tudo é produzido aqui. Sem falar nas frutas e sementes típicas da região como tâmara, damasco, ameixa, cereja, castanhas, amêndoas, girassol e frutas secas em geral.

A diferença é que por ser um país de estações bem definidas as frutas são vinculadas à época do ano, por exemplo melão e melancia só se encontra durante o verão, enquanto morango e goiaba só costuma se encontrar quando o clima esfria.

As frutas daqui são extremamente doces e suculentas e, ao contrário do que se possa imaginar, não são caras.

Frutas que nós tínhamos em casa no momento em que escrevi esse post (verão).

E obviamente, existem frutas que são encontradas o ano todo, com facilidade, como laranja, uva e frutas secas de um modo geral. As únicas frutas que não se vê por aqui são caju, mamão e côco verde (côco seco tem).

CAFÉ:
Com relação ao café, sem querer desmerecer o café brasileiro, mas há outros sabores a se conhecer além de uma única espécie de café embalada por meia dúzias de marcas.

Israel não produz café, mas industrializa, portanto a maior parte do café consumido em Israel é processado aqui. Os cafés mais comumente encontrados nas cafeterias de Israel são o café conilon e o café arábica. Em linhas gerais o café conilon possui mais cafeína e menos aroma e o café arábica tem um sabor mais extenso e é menos amargo (e particularmente é o tipo de café que eu prefiro), Café em Israel geralmente é proveniente da  África, da Colômbia e da Guatemala.

O café conilon no Brasil, normalmente, é utilizado para produzir café solúvel, porém esse tipo de informação não costuma vir nas embalagens, mas em Israel é comum constar nos rótulos o tipo de café utilizado na produção e o percentual de cada café, quando se mistura espécies.

Na minha opinião o café da Guatemala é o melhor do mundo, é café arábica produzido nas melhores condições de solo para este tipo de grão (solo vulcânico, o que influencia no sabor) e altitude elevada, o que faz com que esse café seja saboroso, encorpado e com um grau de acidez muito menor.

Porém, excluindo a questão técnica, em Israel se encontra cafés produzidos de todas as formas, os mais comuns são o café para máquina de expresso ou cafeteira, o café turco (onde se coloca o pó na água e deixa assentar, não é solúvel, mas também não se usa filtro) e claro, o café solúvel. O nosso café tradicional de coar no filtro, normalmente é mais chatinho de achar e mais caro um pouco.

Sem falar que em certas regiões também se encontra o pó à moda árabe, temperado com algumas especiarias como cardamón (ou cardamomo), mas esse tipo de aventura pelo mundo do café eu só recomendo pós-adaptação aos novos sabores (rsrs).

Alguns cafés que tínhamos em casa e que ainda estavam em suas embalagens originais.




4 comentários:

  1. Excelente a sua postagem, esclarecedora,
    o café colombiano no geral ainda é o melhor café do mundo, rico em sabor, é mais arábica também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Pedro Paulo, fico feliz que tenha gostado do texto.

      Sim você tem razão, o Café colombiano é considerado o melhor do mundo, eu apenas dei minha opinião sobre o café da Guatemala. Eu particularmente prefiro!

      Abraços

      Excluir
  2. Yaheli,

    Shalom!

    Amo seu Blog, leio todas as postagens.
    Você tem me ajudado muito. Suas postagens são muito esclarecedoras.
    Como minha filha pode estudar em Israel? É possível que ela curse o ensino médio em espanhol? Exitem escola que possam receber uma brasileira?
    Temos planos para uma estadia de 1 ano mas, quero que ela frequente a escola. Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Priscila,

      Depende de como você virá para Israel com qual visto.

      Mas, digamos que você venha legalmente, sim a sua filha pode estudar em qualquer escola de Israel e, em regra, todas as escolas são preparadas para receber filhos de imigrantes. Quase todas têm reforço de hebraico e independente da sua nacionalidade você conseguirá matricular a sua filha sem maiores problemas.

      Agora, escola em espanhol eu não conheço e para dizer a verdade acho quase impossível que exista, pois para começar não tem público para isso aqui.

      O máximo que você pode conseguir são escolas em inglês, mas neste caso existem apenas escolas particulares e não são baratas.

      Até onde eu sei, crianças e adolescentes se adaptam bem às escolas, mesmo estudando em hebraico. Claro que quanto mais nova a criança mais fácil é o aprendizado, mas mesmo adolescentes conseguem se adaptar às escolas e em poucos meses já estão bem fluentes no idioma.

      Abraços

      Excluir
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...