sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Água em Israel

Como eu já disse inúmeras vezes, Israel não é um deserto, mas água hoje em dia é uma questão complicada em quase todos os países do mundo.

Lembrando que Israel é banhando pelo mar Mediterrâneo, pelo Mar Vermelho e pelo Mar da Galileia que na verdade é um lago que é Alimentado pelo Rio Jordão e que um dia foi a única fonte de água de Israel. Foi, porque hoje 50% da água que chega às torneiras de Israel é água dessalinizada e a previsão é de que até 2013 esse número chegue a 75%.

Israel viveu sim uma crise de água, não tenho muita noção de como foi porque foi anterior a minha chegada aqui, então o que eu posso seguramente afirmar é, de 2009 para cá não há nenhum tipo de problema de abastecimento de água em Israel. Claro que durante o verão existem campanhas do governo para que as pessoas economizem água, porque o verão é o momento que pode ser mais crítico, mas em regra geral a questão da água é bem controlada em Israel.

Outra coisa em relação à água de Israel é que ela é muito rica em Kalk. Eu não sei exatamente a tradução de kalk, alguns dicionários dão como óxido de cálcio, outros com cal ou calcário, enfim seja como for, esse elemento não tem nada a ver com o fato da água ser dessalinizada, na verdade, também existe kalk na maior parte da água da Europa , então não é um "privilégio" só de Israel.

O kalk não acarreta nenhum problema de saúde, a única coisa, digamos chata, é que esse kalk é um pó e toda vez que a água evapora fica uma macha branca no local, portanto, bancadas de pia e torneiras estão sempre com essas manchas e não tem jeito.

E outra coisa ainda mais chata é que todo eletrodoméstico onde se coloca água vai acumulando kalk e de tempos em tempos é necessário lavar com um produto anti-kalk. Esses produtos são encontrados em pó e em líquido, dependendo do uso deles (normalmente em pó para máquina de lavar e em líquido para outros eletrodomésticos), sem falar em toalhinhas umedecidas que normalmente se usa para limpar pias e fogões. Fotos abaixo:

Alguns produtos anti-kalk.

E esse pó branco é o kalk que fica quando a água seca, se não limparmos com anti-kalk.

E a única coisa que resta dizer sobre a água é que não se recomenda beber, mas para cozinhar não há nenhum problema, embora aqui em casa a gente use água mineral para fazer café, chá e sopa, o resto a gente usa água da torneira mesmo.

E com tudo isso, água ainda é um produto super barato em Israel, tanto a de abastecimento como a mineral. Só para dar uma ideia em números, uma embalagem com 6 garrafas de água mineral de 1,5 litros, varia de ₪12 a ₪17 shekels, o que daria em real, ao câmbio de hoje, mais ou menos algo entre R$ 6,00 e R$ 8,50. E nossa conta de água, que é bimensal e que inclui longos banhos diários, gira em torno de ₪ 160 shekels, portanto R$ 80,00 por dois meses de água, ou seja, tudo ridiculamente barato.

E só para terminar esse post com uma foto um pouco mais bonita:
Mar Vermelho no fim do verão de 2009 - Percebam já o vento na água.

E se alguém tiver curiosidade de ler um pouco mais sobre a questão do nível de água no mar da Galileia e sobre abastecimento de água em Israel, segue abaixo uma reportagem bastante interessante:

Reportagem sobre o Nível da Água no Mar da Galileia  *Em Inglês.


6 comentários:

  1. OI! Descobri o seu blog dias atrás e gostei de lê-lo. Pretendo voltar mais vezes.
    Sempre tive muita curiosidade sobre como é viver em outros países, confesso que não Israel.
    Lendo o seu blog eu inclui Israel na lista de países que eu quero conhecer!
    Parabéns pelo blog e pelo estilo objetivo de escrever!

    ResponderExcluir
  2. Oi Lucian,
    Obrigada e que bom que gostou, fico feliz.
    Volte sempre sim!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Olá! Realmente você está de parabéns.

    Mandei uma mensagem para a sua conta do gmail cujo assunto é: S.O.S. Esta mensagem contem um link de vídeos, e por isso deve ir para o seu spam. Por favor! Leia.

    Não se trata de vírus ou propagandas. Preciso urgente de sua ajuda! O texto da mensagem é imenso, mas é justamente o que vai lhe mostrar porque confio em você para ajudar sete pessoas que estão praticamente morrendo.

    Pode apagar minha postagem, só voltei aqui para lêr um pouco mais, e garantir que você leia meu e-mail mesmo se este estiver na sua cx de spam.

    Meu e-mail é adrianoboaventura7@hotmail.com

    Shavua Tov!!!

    ResponderExcluir
  4. kalk traduz-se como calcário.
    Em Portugal a sua existência é tão normal como a da água, e por acaso usamos todos esses produtos o calgon e o cilit bang!

    Gostaria de saber como é o panorama cultural em Israel? em termos musicais só conheço a Ofra Haza e há pouco tempo o Harel Skaat... Não conheço mais nada! que tipo de música é mais ouvida?

    By the way I love your blog!

    Ana Teresa de Setúbal


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana, tudo bem?

      Obrigada pelo esclarecimento não sabia mesmo qual era a melhor tradução. ;)

      Sobre o panorama musical eu diria que Israel, até pela própria característica do país é muito eclético. Então de modo geral tem de tudo aqui, desde balé até show de cantores mais populares como Lady Gaga e Guns'n Roses.

      E o cenário musical daqui segue a mesma lógica, e a exemplo do ocorre no mundo todo, por aqui se ouve muita música eletrônica (que eu particularmente odeio) e música pop de um modo geral e muito digamos assim pop romântico com influências locais.

      Existe também uma música mais típica israelense, a qual chamamos de Mizrahi que tem uma batida mais árabe embora sejam músicas atuais.

      Numa linha mais internacional, os cantores que mais se destacam no momento são:

      Eyal Golan, Avihu Shabat, shiri Maimon e Sarit Hadad e com um pouco mais de tempo de estrada Miri Mesika e para te dar um exemplo de música mais Mizrahi eu indicaria o Shlomi Shabat que é pai do Avihu Shabat e é um cantores mais conhecidos de Israel.

      A exceção da Shiri Maimon todos fazem uma música pop com influências mizrahi.

      Mas Israel é um país muito musical e se escuta de tudo, muita música brasileira, muita música latina de modo geral e obviamente americana e inglesa.

      E tem também muito DJ em Israel. Mas sobre música eletrônica não posso falar muita coisa porque realmente eu acho insuportável, não entendo como alguém pode passar horas ouvindo sirene de submarino mesclado com bateria eletrônica. rsrs

      Qualquer outra coisa que eu não tenha mencionado pode perguntar, tá?

      Super beijo
      E muito obrigada por ler o blog.

      Excluir
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...